A Yamaha está desenvolvendo um novo protótipo de robô de testes para motos que promete chamar a atenção de muita gente – não apenas por ser extremamente avançado tecnologicamente, mas por parecer um verdadeiro robô/super-herói saído das séries de tokusatsus.

Com o nome de MOTOBOT, o autômato foi criado com o objetivo de permitir que a empresa teste seus veículos mais potentes em alta velocidade, sem a necessidade de colocar um humano em risco. Esse combatente do crime mascarado robô não é capaz de dirigir sozinho, é claro: humanos controlam cada ação dele remotamente, como o vídeo logo acima mostra bem.

Segundo o anúncio oficial da empresa, a ideia por trás do MOTOBOT não está apenas em oferecer maior segurança nos testes. Eles também pretendem aplicar o conhecimento adquirido com o projeto na criação de aparelhos de segurança para motos e outros de seus negócios.

A Yamaha também comenta a possibilidade de usá-lo como pioneiro em uma nova linha de negócios – quem sabe, talvez, derrotar os Gorgom acabar com o Império Crisis uma tecnologia de direção automática para motos? Nada foi dito sobre o assunto.

Um projeto ainda em evolução

Infelizmente, ainda há um longo caminho a ser seguido pelo MOTOBOT. Uma vez que o número de variáveis com as quais o robô e os desenvolvedores do projeto precisam lidar é realmente enorme – e, para complicar mais, ainda precisam de respostas com enorme rapidez e precisão –, o veículo-robô está apenas em seus “primeiros passos”, seguindo lentamente e com a ajuda de rodas-guia, como uma criança faria com sua bicicleta.

Mesmo assim, a Yamaha espera que o MOTOBOT eventualmente consiga pilotar um veículo não modificado normalmente, ainda que em velocidade de 200 km/h. Como a própria empresa brinca em seu vídeo, o robô provavelmente ainda não é capaz de derrotar um jovem piloto humano, mas ele está aprendendo e melhorando a cada dia.

De fato, ele ainda deixa o desafio ao campeão mundial de Moto GP, Valentino Rossi: “Eu fui criado para superar você”, diz MOTOBOT, em uma voz eletrônica infantil.

Enquanto o MOTOBOT ainda segue esse loooongo caminho, só ficamos aqui, pensando em como essas anteninhas nos lembram um certo Motoqueiro Mascarado que enfrentava o mal nas manhãs de sábado dos anos 90...

Que usos você consegue imaginar para um piloto de motos robotizado? Comente no Fórum do TecMundo