Lenovo acabou de apresentar os seus dois novos smartphones top de linha da família Moto, e, junto com eles, a empresa mostrou alguns dos “MotoMods” que devem chegar ao mercado simultaneamente. Ao todo, existem seis produtos diferentes, e, contanto todas as variantes, temos 14 módulos magnéticos para os Moto Z e Z Force.

Um dos mais interessantes é o JBL SoundBoost, que foi mostrado na conferência Lenovo Tech World que acabou de terminar em San Francisco, EUA. Quando acoplado à traseira do Moto Z, esse módulo funciona como uma caixa de som portátil de alta qualidade e potência, o que deve substituir aqueles acessórios Bluetooth que muita gente já tem.

O módulo ainda possui um “pezinho” para manter os alto-falantes voltados para o usuário e também oferece uma célula extra que garante mais 10 horas de bateria para o Moto Z.

Da própria Lenovo

O InstaShare Projector, fabricado pela própria Lenovo para o Moto Z, é um módulo que conta com um projetor portátil embutido. Ele consegue reproduzir imagens de até 70 polegadas em qualquer superfície e em praticamente qualquer ângulo, dada a versatilidade do seu “pezinho”

Power Banks

Várias parceiras da Lenovo já estão fabricando módulos de bateria para os Moto Z e Z Force. O OFFGRID Power Pack da Incipio é o mais discreto e, segundo a marca, oferece mais 22 horas de bateria para o smartphone. Ao que parece, será possível comprar versões dessa e das outras baterias modulares com e sem carregamento sem fio.

Se você está procurando uma forma mais estilosa de expandir a bateria do seu Moto Z, a solução mais interessante no momento seria as duas versões da Kate Spade New York Power Pack. Elas têm a mesma capacidade de armazenar energia que as versões da Incipio.

Uma terceira opção seria a TUMI Power Pack, que oferece um design mais simples e conta com as mesmas especificações das outras.

Style Mods

Caso você não esteja interessado em expandir a bateira do Moto Z ou adicionar funcionalidade a ele, é possível apenas personalizá-lo usando uma Style Mod, que basicamente são as novas “Moto Shells”. Por enquanto, a Lenovo apresentou apenas seis modelos diferentes, com cores e materiais diferentes (couro, madeira e pasticho), e elas se acoplam aos smartphones compatíveis da mesma forma que os módulos.

Contudo, não é possível utilizá-las junto com os módulos detalhados acima, já que elas cobrem os conectores traseiros dos aparelhos. Apesar disso, não faria sentido usar os dois ao mesmo tempo.

Infelizmente, nenhuma especificação mais técnica sobre os módulos foi liberada, e também não sabemos o preço de nenhum deles. Os Moto Z e Z Force chegam aos EUA pela Verizon no verão do hemisfério norte, que começa no fim de junho, mas não há uma data especificada. Modelos desbloqueados e de outras operadoras só estarão no mercado americano a partir de setembro.

Não foram divulgados preços para nenhum dos dois smartphones e, por enquanto, não há nada sobre a vinda deles ao Brasil. Vamos torcer para que não tenhamos que esperar até setembro e para que a Lenovo não resolva fazer o mesmo que a LG e “capar” o Moto Z antes de lançá-lo por aqui.

Caso a marca traga todos esses módulos, o Moto Z terá muito mais apelo nesse sentido do que o G5, que tem apenas dois componentes modulares.

Cupons de desconto TecMundo: