O TecMundo recebeu a confirmação de que o LG G5 que chegará ao Brasil será mesmo uma versão de menor potência, com hardware piorado em relação ao produto original vendido em grandes mercados internacionais, como Estados Unidos e Europa. Mais países da América Latina e outras regiões também serão "agraciados" com esse modelo.

Segundo a nossa fonte, que não será identificada nesta matéria, o modelo de fato será apresentado como LG G5 SE. O sufixo é pequeno e fica ao lado do "5" na logo do modelo, indicando que aquela é a versão modificada do smartphone.

Se você acha que esses cortes poderiam resultar em um valor de mercado mais camarada ou acessível, pode esquecer. O informante afirmou que o preço do smartphone no laçamento será de R$ 3.799.

Zero vantagem

Para começar, o processador utilizado é o Snapdragon 652 em vez do Snapdragon 820. O chip do LG G5 original é o grande lançamento da Qualcomm para este ano e estará presente na grande maioria dos dispositivos top de linha do mercado.

O chip foi trocado em relação ao LG G5 original.

Ele é um quad-core de 2,2 GHz com a moderna CPU Kryo e a recente GPU Adreno 530. Já o modelo do LG G5 SE é um octa-core de 1,8 GHz com quatro núcleos ARM Cortex A72 e outros quatro Cortex A53. A GPU é mais ultrapassada: a Adreno 510.

O modem também é diferenciado: o Snapdragon 652 carrega o X8 LTE, que já foi superado pelo X12 LTE, do Snapdragon 820. Este suporta bandas maiores e o dobro de velocidade de transferência de download (600 Mbps contra 300 Mbps).

Não acaba por aí

No caso da memória RAM, outra redução: os 4 GB originais passam a ser 3 GB no LG G5 SE. O catálogo de acessórios anunciados junto com o dispositivo também foi alterado e sofreu duas baixas: o fone Bluetooth e os óculos de realidade virtual não virão ao Brasil. Isso significa que a 360 Cam, o LG Rolling Bot e os módulos CAM Plus e Hi-Fi Plus devem chegar ao mercado local.

Esqueça os óculos de VR e o fone Bluetooth. Os demais acessórios virão ao Brasil.

Por enquanto, não há uma data definitiva para a apresentação do LG G5 SE no Brasil. Fique de olho no TecMundo para mais novidades.

[Atualização - 10/05/16 - 17h15]

Depois da publicação dessa notícia, a LG resolveu nos enviar uma explicação oficial sobre o assunto. Confira:

A LG Electronics do Brasil esclarece que a opção de substituir o processador Snapdragon 820 pelo 652 não interfere na usabilidade do G5, visto que continua a ser um dos mais rápidos e modernos smartphones do mercado.

Ele garante navegação rápida, estabilidade do sistema e total fluidez, pois oferece recursos avançados com desempenho de 64 bits, menor consumo de energia com Hexagon™ DSP e modem LTE X8 integrado que suporta velocidades de download de até 300 Mbps e velocidades de uplink de até 100 Mbps.

Já a linha de acessórios, os Friends, devem chegar às lojas brasileiras de maneira gradual. Mais informações serão disponibilizadas à imprensa no lançamento oficial do LG G5 no Brasil, previsto para ser realizado ainda no primeiro semestre de 2016”.

Infelizmente, a questão das limitações do novo chip não foi explicada, como a possibilidade da incompatibilidade com os óculos de VR.

Você acha justo o Brasil ter uma versão "capada" do LG G5? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: