A Motorola finalmente lançou o seu smartphone-camaleão, vulgarmente conhecido como Moto X, mas muitas das especificações do produto já eram conhecidas devido aos constantes vazamentos de informações acerca do aparelho anteriormente. Uma coisa que ninguém imaginava, entretanto, é a capacidade da câmera dele para gravar vídeos. De fato, a empresa especificou que o dispositivo grava em até 1080p ou Full HD, mas na verdade, o hardware é capaz de muito mais que isso.

Segundo informações da fabricante do chip (PDF) e do sensor do Moto X, o conjunto pode fazer vídeos em resolução Ultra HD ou 2K/4K. Sim, isso “é possível” em um smartphone. Só que não por enquanto, já que a Motorola cortou as asinhas do seu mais novo filhote. Isso aconteceu porque o aparelho não é capaz de lidar com vídeos com essa qualidade por diversas limitações.

Potência controlada

Além do mais, a câmera, que foi taxada em 10,5 MP, pode na verdade fotografar em até 20 MP com o sistema RGBC sendo convertido para RGB Bayer com um chip que o dispositivo já possui. Nesse caso, se o aparelho tem até hardware “sobressalente”, por que limitar a capacidade de fotografar? Esse tipo de atitude lembra até o que Nokia fez com sua última linha de Lumias, que receberam uma atualização de software para terem Bluetooth 4.0.

As respostas para nossas perguntas podem ter até um nome: Android 4.3 Jelly Bean, que só está disponível para linha Nexus e possui código escondido que daria suporte para vídeos em Ultra HD e muito mais. Por conta disso, como o Moto X estará saindo de fábrica com o 4.2, alguns recursos estariam apenas esperando para serem acordados por uma atualização.

Essa especulação, entretanto, pode não passar disso mesmo, assim como poderia ter um fundinho de verdade também. O que você acha? A câmera do Moto X vai ser “acordada” pelo Android 4.3 ou tudo é balela?

Cupons de desconto TecMundo: