Se você viu a notícia do teardown do Moto 360 que publicamos ontem (10), provavelmente já estava imaginando que o caso da bateria com menor potência do que a prometida pela Motorola geraria polêmica. E obviamente gerou: não foram poucos aqueles a reclamarem da descoberta por toda a internet.

Em resposta a isso, a Motorola deu um parecer para explicar o caso. Segundo o site Computer World, a bateria do Moto 360 é sim de 320 mAh; o valor mostrado ali se refere, na verdade, à capacidade mínima da bateria do aparelho. O número, de fato, costuma ser mostrado nas informações de todas as baterias do mercado – no caso do smartwatch, porém, não havia espaço para tal.

Confira logo abaixo a declaração da empresa, na íntegra:

“A capacidade de bateria típica do Moto 360 é 320 mAh e a mínima é 300 mAh. Na indústria móvel, algumas vezes, as capacidades mínima e típica são listadas na bateria, com a capacidade típica citada como o tamanho oficial da bateria. Ambas estão presentes nas baterias de nossos dispositivos Moto X, Moto E e Moto G. No caso de dispositivos menores, nós não somos sempre capazes de listar ambas. Para o Moto 360, nós apenas tínhamos espaço para uma delas e escolhemos listar a capacidade mínima da bateria. Nós vemos como isso pode ser confuso e nós vamos procurar maneiras de adicionar a capacidade típica também, no futuro.”

Com isso, parece que podemos ficar mais tranquilos quanto à promessa da bateria do smartwatch. É claro que, apesar de tudo, esses 20 mAh não vão fazer aquela diferença crucial, mas é sempre bom saber que podemos ter algumas horinhas a mais com o aparelho funcionando.

Cupons de desconto TecMundo: