Watts W125: moto elétrica chega em setembro por R$ 20 mil

1 min de leitura
Imagem de: Watts W125: moto elétrica chega em setembro por R$ 20 mil
Avatar do autor

Apresentada no início do ano, a moto elétrica W125, da fabricante brasileira Watts, chegará nas concessionárias e estará disponível para o consumidor final em setembro por R$ 19.990. A informação foi revelada pela companhia, subsidiária da Multilaser, em entrevista ao TecMundo.

De acordo com Rodrigo Gomes, comandante da Watts, as primeiras entregas estão previstas para agosto, mas a distribuição para concessionárias só deve ocorrer em setembro. A empresa pisou no freio para evitar problemas de distribuição, algo que afetou a concorrente Voltz.

Watts

“Vamos abrir a pré-venda apenas quando tivermos a certeza do curto prazo de entrega e com isso passar ao nosso cliente a confiança do recebimento no prazo”, explica Gomes. A fabricação do veículo ocorre na nova fábrica da empresa na Zona Franca de Manaus.

Atualmente, a moto elétrica W125 já está rodando por meio de parcerias da Watts. Recentemente, a companhia anunciou um programa de aluguel em parceria com a E-moving, com valores partindo de R$ 699. 

Interesse do público

Enquanto a pré-venda da moto elétrica ainda não está oficialmente aberta, a Watts conta com um sistema de registro para interessados em seu site. De acordo com a companhia, mais de 5 mil consumidores já demonstraram intenção de compra no veículo por meio do sistema de cadastro.

A Watts W125 é uma moto elétrica de 125cc e conta com autonomia de até 150 Km com seu sistema de duas baterias de lítio. A empresa também promete velocidade máxima de até 100 km/h, bem como suporte para até 160 kg de peso.

As especificações e o preço vão colocar a moto elétrica para disputar com a Voltz EVS, que também está disponível no Brasil por R$ 20 mil, oferecendo autonomia de até 120 km e velocidade máxima de até 120 km/h.

Acusando o gorpe