Japonesas se unem para padronizar baterias de motos elétricas

1 min de leitura
Imagem de: Japonesas se unem para padronizar baterias de motos elétricas
Imagem: Yamaha
Avatar do autor

Quatro das maiores montadoras do mercado automotivo japonês anunciaram uma parceria que pretende padronizar baterias removíveis e sistemas de substituição desses componentes em motos elétricas. As marcas envolvidas são Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha — parte de uma organização conhecida como Swappable Battery Consortium for Electric Motorcycles.

Segundo as envolvidas, o grupo chegou a um acordo para um padrão em motos elétricas que permitirá "o compartilhamento de baterias e pavimentará o caminho para maior adoção" desse meio de transporte no Japão. Caso cada fabricante tivesse um formato proprietário, isso não só poderia aumentar os custos de produção, mas também dificulta manutenção e fabricação em massa.

Honda e Yamaha já estavam próximas de um acordo ainda em 2020, mas só agora todas as envolvidas assinaram a aliança e concordaram em adotar as mesmas especificações técnicas. Isso também pode baratear o mercado de baterias no setor, já que mais companhias estão envolvidas e trocarão componentes entre si.

E agora?

O consórcio trabalha em conjunto com testes de campo chamados de e-Yan OSAKA, feitos em colaboração com um subcomitê do governo e a Universidade de Osaka, no Japão. A próxima etapa é a realização de testes conjuntos para confirmar que o padrão adotado funciona corretamente em modelos de todas as montadoras envolvidas.

Por enquanto, não há previsão de lançamento para as primeiras motos elétricas já com as baterias e os sistemas de troca padronizados.

Fontes

Japonesas se unem para padronizar baterias de motos elétricas