Startup quer recarregar carros elétricos em 5 minutos

1 min de leitura
Imagem de: Startup quer recarregar carros elétricos em 5 minutos
Imagem: StoreDot/Divulgação
Avatar do autor

A StoreDot quer impulsionar a difusão dos carros elétricos com o lançamento de uma bateria que pode ser recarregada por completo em cinco minutos, conforme afirmou o CEO da startup israelense Doron Myersdorf em entrevista à AFP nesse domingo (7).

Para reduzir o tempo de recarga, a empresa fez algumas mudanças no componente. A principal delas foi trocar o grafite no ânodo da bateria de íon lítio por silício, o que possibilitou sair do estado de completamente descarregada a 100% de carga em apenas cinco minutos plugada na tomada.

Segundo o executivo, a bateria inovadora, capaz de competir com o tempo de abastecimento de um carro convencional em uma bomba de combustível, será essencial para superar qualquer dúvida em relação aos veículos eletrificados, acabando com a “ansiedade da autonomia” por parte dos motoristas, que não terão mais medo de ficar parados no meio de uma viagem sem energia.

Recarregar o carro elétrico em minutos pode se tornar realidade em breve.Recarregar o carro elétrico em minutos pode se tornar realidade em breve.Fonte:  Rawpixel 

Fundada em 2012, a empresa sediada em Israel recebe aporte financeiro de investidores como a gigante alemã Daimler (dona da Mercedes-Benz), o grupo japonês do setor eletrônico TDK, a petrolífera britânica BP e a sul-coreana Samsung. As primeiras baterias desenvolvidas por ela foram destinadas a drones, scooters e celulares.

Lançamento da bateria inovadora

Especializada em recarga ultrarrápida, a StoreDot está testando centenas de protótipos da primeira geração da bateria que recarrega em cinco minutos, destinando os modelos iniciais a fabricantes parceiros e empresas interessadas em testar a tecnologia.

Mas o lançamento do novo componente não será por agora. De acordo com Myersdorf, deve demorar de quatro a cinco anos para que elas se tornem utilizáveis comercialmente, até mesmo por ser necessário adaptar os terminais de carga para suportar o carregamento rápido extremo.

Paralelamente, a startup trabalha no desenvolvimento da segunda geração da bateria, mais econômica, que deverá custar cerca de US$ 100 por quilowatt-hora, valor semelhante ao de uma versão convencional atual.

Startup quer recarregar carros elétricos em 5 minutos