Foxconn fará carro elétrico 'revolucionário' para a Fisker

1 min de leitura
Imagem de: Foxconn fará carro elétrico 'revolucionário' para a Fisker
Imagem: Fisker
Avatar do autor

Nesta quarta-feira (24), a Fisker anunciou sua mais nova colaboração com a Foxconn em sua conta no Twitter. A parceria promoverá a fabricação de 250 mil unidades do segundo modelo de veículo elétrico "revolucionário" da norte-americana a partir de 2023 — cerca de metade da capacidade atual de produção da gigante Tesla. A postagem conta com um rascunho discreto do que parece o design do novo carro, uma possível picape ou SUV.

Segundo a empresa, a fabricação do novo modelo de veículo elétrico poderá ocorrer na fábrica da Foxconn em Wisconsin, nos Estados Unidos. As instalações foram desenvolvidas para a montagem de painéis LCD, com uma promessa de receber um investimento de US$ 10 bilhões (equivalentes a R$ 54 bilhões, em conversão direta) e a geração de 13 mil novos empregos.

Contudo, desde então, apenas 3% do valor original foi investido e, até o momento, a maior parte da infraestrutura está sendo usada como galpões de armazenamento.

A Foxconn, por sua vez, é uma companhia taiwanesa voltada para a produção de produtos eletrônicos, com fábricas presentes em diversos países — incluindo o Brasil, que possui todas as instalações da empresa na América Latina.

Conhecida por fabricar diversos modelos de iPhone, a Foxconn pode estar se adaptando para atender a crescente demanda do mercado de veículos elétricos, já que também fechou outras parcerias similares com a Geely, maior fabricante privada de veículos na China.

Enquanto isso, o primeiro modelo de veículo elétrico da Fisker, a SUV Ocean, deve estar disponível logo no final deste ano com valores a partir de US$ 37.499, cerca de R$ 205 mil em conversão direta. A empresa espera aumentar a disponibilidade do modelo "em grandes volumes" no início de 2022.

Foxconn fará carro elétrico 'revolucionário' para a Fisker