F1 testará combustível '100% sustentável' em corridas de 2021

1 min de leitura
Imagem de: F1 testará combustível '100% sustentável' em corridas de 2021
Imagem: F1
Avatar do autor

Nesta quinta-feira (17), a Federação Internacional do Automobilismo (FIA) anunciou diversas metas de redução de carbono para a próxima década, destacando-se entre elas o uso de combustível "100% sustentável" na F1. A substância, feita de lixo orgânico, foi desenvolvida pela entidade, atende todos as exigências do esporte e já está em fase de testes.

Com as medidas, a FIA espera atingir neutralidade nas emissões de carbono ainda em 2021, tornando-se  totalmente livre delas em 2030. Além disso, a iniciativa também busca demonstrar a eficiência do combustível sustentável, incentivando seu uso em outros grands prix — como são chamados os grandes eventos de corridas automobilísticas.

A Fórmula 1 espera atingir zero emissões de carbono até 2030. (Fonte: F1, The Guardian / Reprodução)A Fórmula 1 espera atingir zero emissões de carbono até 2030. (Fonte: F1, The Guardian / Reprodução)Fonte:  F1, The Guardian 

Para reforçar o compromisso, a FIA exigirá o uso de combustíveis sustentáveis em 2026, quando uma nova arquitetura de cadeia cinemática — também chamada de powertrain — for adotada. A entidade também espera que os fornecedores da F1 desenvolvam suas próprias soluções de combustíveis sustentáveis, incentivando sua pesquisa com o envio dos primeiros barris existentes da substância para os testes das equipes.

O presidente da FIA, Jean Todt, comenta a iniciativa: "A FIA assume a responsabilidade de liderar o esporte motorizado e a mobilidade para um futuro de baixo carbono para reduzir os impactos ambientais de nossas atividades e contribuir para um planeta mais verde."