Amazon vai começar a testar entregas via drones em breve, nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Amazon vai começar a testar entregas via drones em breve, nos EUA
Imagem: https://fortune.com/2016/12/14/amazon-prime-air-delivery/
Avatar do autor

A Amazon recebeu aprovação da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês), para operar como uma companhia de dronesnaquele país. Isso significa que seu serviço “Prime Air”, de entregas de mercadorias por meio de drones, começará a ser testado em breve.

Entregas a até 24 km de distância

A certificação vai permitir à empresa realizar entregas rápidas e seguras, em distâncias bem além da visão do centro de distribuição de onde os drones partem.

O drone mais recente apresentado pela companhia foi lançado no ano passado, e é capaz de decolar verticalmente, como um helicóptero, e se mover para a frente, como um drone comum. A empresa pretende desenvolver drones elétricos, que possam percorrer uma distância máxima de até 24 quilômetros, e transportar pacotes com até 2,3 quilos em no máximo 30 minutos.

Amazon quer construir drones elétricos para realizar entregas.Amazon quer construir drones elétricos para realizar entregas.Fonte:  Amazon/Divulgação 

De acordo com David Carbon, vice-presidente do serviço Prime Air, a certificação da FAA representa um grande passo para que a Amazon, em breve, esteja realizando entregas autônomas em todo o mundo.

A companhia anunciou intenções de realizar entregas com drones em 2013, mas teve de lidar com várias limitações de tecnologia, envolvendo o próprio hardware disponível na época, além da dificuldade em se obter a aprovação para operar objetos voadores, que, eventualmente, possam causar acidentes a pessoas na superfície.

Em 2016, a empresa fez sua primeira entrega via drone bem-sucedida, em Cambridge, Inglaterra. O serviço não chegou a ser lançado comercialmente, talvez, para poder focar no mercado americano.

Outras empresas que já estão realizando entregas com drones nos EUA são a Wing, subsidiária da Alphabet (empresa mãe da Google) e a UPS. A Wing recebeu sua certificação da FAA em abril de 2019 e já começou a operar comercialmente desde o final do ano passado, no estado da Virgínia.

A UPS está realizando entregas de suprimentos médicos com drones em caráter experimental, na Carolina do Norte.

O Prime Air também iniciará seus testes em breve, mas a Amazon não informou uma data específica.

Amazon vai começar a testar entregas via drones em breve, nos EUA