Reino Unido pagaria até R$ 37 mil para quem comprar carro elétrico

1 min de leitura
Imagem de: Reino Unido pagaria até R$ 37 mil para quem comprar carro elétrico
Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/carro-el%C3%A9trico-reabastecer-corrente-734573/
Avatar do autor

De acordo com o Telegraph, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, está estudando a possibilidade de o governo do país vir a ajudar os cidadãos a trocarem seus carros que usam combustíveis convencionais por carros elétricos, dando a eles um incentivo que poderá chegar a 6 mil libras (R$ 37,7 mil). Nesse momento, a medida também poderia ajudar o Reino Unido a se recuperar do baque causado pela crise da pandemia do novo coronavírus.

Praticamente todos os países do mundo tiveram impactos negativos em suas economias, devido à pandemia. E o setor automotivo foi um dos mais afetados. Caso a decisão de Johnson seja confirmada, montadoras que produzem veículos elétricos no mercado interno, como a Jaguar e a Mini, seriam diretamente beneficiadas.

Fonte: Pixabay/ReproduçãoFonte: Pixabay/ReproduçãoFonte:  Pixabay 

Somente carros elétricos em 2035

Outro motivo pelo qual o governo pode achar interessante incentivar os motoristas a adotar os carros elétricos, pode estar associada à sua meta de banir as vendas de carros movidos a combustível até 2035. Muitos motoristas se sentem atraídos pelos elétricos por causa do menor custo de manutenção, mas não querem ter de pagar tão alto pelo valor inicial de um desses modelos.

Desafios

Mesmo com esse incentivo por parte do governo, há desafios a serem superados. Um deles se deve ao fato de que a crise econômica não afetou somente a indústria: muitos trabalhadores tiveram seus salários reduzidos durante a quarentena, sendo que muitos perderam seus empregos.

Outro desafio diz respeito à infraestrutura de estações com carregadores elétricos para servir aos novos donos de veículos que usam baterias elétricas para funcionar. Essa, aliás, ainda é uma das principais preocupações dos motoristas: ter um carro elétrico e não ter onde carregá-lo.

A decisão do governo britânico poderá ser anunciada no dia 6 de julho. Se for confirmada, a estratégia será parecida com a mesma já tomada pelo governo alemão.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Reino Unido pagaria até R$ 37 mil para quem comprar carro elétrico