Painéis dupla face que 'seguem o Sol' são futuro da energia solar

1 min de leitura
Imagem de: Painéis dupla face que 'seguem o Sol' são futuro da energia solar
Imagem: https://unsplash.com/photos/XGAZzyLzn18
Avatar do autor

Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa em Energia Solar de Cingapura revelou que painéis solares que utilizam tecnologias de dupla face e móveis produzem mais energia e são mais econômicos que os modelos comuns, que usam esses sistemas separadamente. O estudo foi publicado no site Joule na terça-feira (02).

Atualmente, há no mercado opções móveis, com um mecanismo que movimenta o painel de acordo com a direção da incidência dos raios solares, basicamente "seguindo o Sol". Outra abordagem engloba os dispositivos dupla face, que conseguem captar energia tanto dos raios solares que vêm de cima como dos que vêm de baixo, refletidos pelo chão.

Esses modelos são mais eficientes que aqueles que usam tela única e fixa, que já conseguem converter em energia cerca de 22% da luz que capturam.

Fonte: Unsplash/American Public Power Association/Reprodução(Fonte: Unsplash/American Public Power Association)Fonte:  Unsplash/American Public Power Association 

E se juntássemos as duas tecnologias?

Os pesquisadores de Cingapura juntaram a tecnologia de painéis duplos ao mecanismo que os torna móveis. Dessa forma, cada equipamento usa duas telas que se movimentam para seguir a luz do Sol e captá-la com máxima eficiência.

Foram combinadas referências da plataforma em nuvem da NASA e do Sistema de Energia Radiante da Terra, que fornece dados de campo sobre os padrões globais de luz solar de três institutos e informações sobre quanta radiação uma face de painel pode receber com base em sua orientação em relação ao solo. Com isso, os cientistas descobriram que esses novos dispositivos são mais eficientes que quaisquer outros já utilizados, não importando o local do planeta em que sejam instalados ou as variações do clima.

De acordo com a equipe, os painéis de dupla face que rastreiam a luz solar produzem em média 35% mais energia e são 16% mais econômicos que os modelos fixos de face única. Apesar das vantagens, dobrar a quantidade de telas por equipamento significa dobrar a concentração de chumbo no ambiente. Além do mais, caso o solo seja coberto para otimizar o reflexo da luz solar, pode sofrer alterações no longo prazo.

Ainda assim, como produzem mais que a maioria dos painéis que estão em uso atualmente, seriam necessários menos equipamentos instalados para gerar a mesma quantidade de energia.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Painéis dupla face que 'seguem o Sol' são futuro da energia solar