Fórmula E: piloto usa gamer profissional em torneio online e é banido

1 min de leitura
Imagem de: Fórmula E: piloto usa gamer profissional em torneio online e é banido
Imagem: Formula E
Avatar do autor

O automobilismo está parado por causa da pandemia do novo coronavírus e a solução adotada pela Fórmula E para manter pilotos e público engajados foi realizar um torneio online. Porém, a competição teve uma virada de mesa bastante inesperada, com um dos participantes sendo flagrado por trapacear.

Segundo a agência de notícias Reuters, o caso envolveu Daniel Abt, um piloto alemão que corre pela Audi no circuito de carros elétricos. Durante algumas das etapas jogadas, ele chamou um jogador profissional de e-sports para correr em seu lugar.

A denúncia partiu dos próprios colegas de Abt, que perceberam uma melhora repetina do piloto nas partidas — ele não conseguia uma colocação melhor do que 15º na maior parte das etapas, mas começou a melhorar consideravelmente e até mudou o estilo de condução de uma hora para outra, chegando perto da qualificação para etapas futuras. Além disso, o alemão não apareceu para dar entrevistas após as provas e escondeu o rosto na transmissão em vídeo com equipamentos de áudio, o que levantou algumas suspeitas.

O piloto que se passou por Abt escondeu o rosto de forma estratégia (veja no canto superior direito).O piloto que se passou por Abt escondeu o rosto de forma estratégia (veja no canto superior direito).Fonte:  Formula E 

Em seu lugar no volante, estava o jogador profissional Lorenz Hoerzing, que compete em ligas paralelas de simuladores de corrida. Aparentemente, a organização comparou os IPs dos pilotos para descobrir a fraude.

Desculpas e punição

"Gostaria de pedir desculpas para a Fórmula E, todos os fãs, minha equipe e colegas pilotos por ter chamado ajuda externa durante a corrida no sábado. Não levei isso com a seriedade que deveria. Estou especialmente arrependido por isso porque sei o quanto de trabalho foi investido nisso por parte da organização. Estou ciente que minha ação tem um gosto amargo, mas isso nunca foi por má intenção", disse posteriormente o piloto.

Como punição, Abt teve todos os pontos removidos na competição, foi eliminado e terá que pagar uma multa de 10 mil euros para uma organização de caridade. Já Hoerzing foi desqualificado das próximas etapas do Challenge Grid.

A competição promovida pela Fórmula E utilizou como plataforma o rFactor2 Simulation. O objetivo, além de manter a comunidade distraída e engajada, era levantar fundos para ajudar a UNICEF. Pilotos e jogadores profissionais participam das baterias, que devem continuar normalmente após o incidente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Fórmula E: piloto usa gamer profissional em torneio online e é banido