VW revela “Kombi elétrica”; conheça a e-Bulli Electrified

1 min de leitura
Imagem de: VW revela “Kombi elétrica”; conheça a e-Bulli Electrified
Fonte: Divulgação
Avatar do autor

Dando continuidade à estratégia de impulsionar sua presença no mercado de veículos elétricos, a Volkswagen anunciou um lançamento que vai impressionar muitos apaixonados por carros: a “Kombi elétrica” e-Bulli Electrified Classic Bus.

A iniciativa, na verdade, é uma parceria com a eClassics e permite que veículos já construídos possam se “transformar” em uma alternativa mais amigável ao meio ambiente – ou seja, você não vai encontrá-la, por enquanto, em uma revendedora comum.

(Fonte: INSIDEEVs)(Fonte: INSIDEEVs)Fonte:  Divulgação 

Pela bagatela inicial de € 64.900 (quase R$ 400 mil, em conversão direta), é possível substituir o chassi original por uma versão elétrica, que inclui uma uma bateria de 35 kWh e um motor elétrico que aciona as rodas traseiras.

Esse valor diz respeito à versão-padrão, com 83 cavalos de potência, o que não quer dizer que você não possa gastar um “pouco” mais e adicionar a versão mais parruda, com bateria de 45 kWh e motor elétrico de 101 cavalos de potência.

Potência é a grande novidade – mas não só ela

Outras adaptações dão uma cara nova à e-Bulli. Um medidor de carga LED está presente na parte externa, assim como luzes diurnas com a mesma tecnologia integradas aos faróis. Claro que, por dentro, também tem mudança. Um novo seletor de marchas automático foi adicionado, além de um botão start/stop e display digital junto ao velocímetro padrão.

(Fonte: INSIDEEVs)(Fonte: INSIDEEVs)Fonte:  Divulgação 

A troca dos componentes é realizada pela eClassics, mas tanto motor quanto bateria são fornecidos pela própria Volkswagen e são semelhantes ao do e-Up!. A diferença está na potência.

Enquanto o “original” atinge 105 km/h, o da e-Bulli chega a 130 km/h. A autonomia é de até 200 km com uma carga). Carregar também não toma muito tempo: bastam 40 minutos utilizando um carregador rápido de 50 kW para completar 80% da bateria.

Segundo a Volkswagen, dirigir a nova versão é muito melhor que conduzir a clássica graças aos eixos dianteiros e traseiros multi-link com amortecedores ajustáveis e suportes de bobina e à adição de quatro discos de freio ventilados e de componentes de direção otimizados.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
VW revela “Kombi elétrica”; conheça a e-Bulli Electrified