Huawei quer participar da indústria de carros, mas sem fabricar um

1 min de leitura
Imagem de: Huawei quer participar da indústria de carros, mas sem fabricar um
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A fabricante chinesa Huawei, atual vice-líder do mercado de smartphones e maior do mundo em infraestrutura de telecomunicações, está mesmo disposta a entrar em um novo mercado: o de automóveis conectados e futuramente autônomos. A marca participou do 2020 China 5G Smart Car Summit e confirmou no evento que está interessada no setor, inspirada pelas inovações apresentadas pela Tesla.

Porém, ela não vai fabricar automóveis ou mostrar conceitos próprios, como divulgado anteriormente e como a Sony fez de forma surpreendente na CES 2020. A ideia da Huawei é focar nas tecnologias e plataformas que geram esses avanços, embora nenhuma parceria ou colaboração tenha sido anunciada oficialmente até o momento. Alguns esforços já foram colocados em prática anos atrás pela marca, como uma parceria de conexão entre carro e celular com a Volkswagen.

A informação foi compartilhada pelo gerente da divisão de projetos V2X da Huawei, Lu Xiaofeng. Segundo ele, a empresa vai colaborar principalmente para levar o 5G a automóveis inteligentes, usando a conexão para chamadas em vídeo, interação inteligente de voz, suporte remoto e até realidade virtual para passageiros. Recursos de assistente de voz e inteligência artificial também estariam nos planos da marca, mas o objetivo final é mesmo auxiliar na produção de uma plataforma de direção autônoma.

Fontes

Huawei quer participar da indústria de carros, mas sem fabricar um