Imagem de: Pilotar um drone bêbado pode dar cadeia no Japão

Pilotar um drone bêbado pode dar cadeia no Japão

1 min de leitura
Avatar do autor

Sabemos que dirigir ou controlar máquinas pesadas de maneira geral não é recomendado quando estamos bêbados. Afinal, a bebida afeta os neurotransmissores e perdemos a noção de sentido, equilíbrio e direção.

Por isso, o parlamento japonês aprovou nesta semana uma lei que torna ilegal pilotar drones enquanto se está sob o efeito de bebidas alcóolicas. As consequências variam de acordo com o quanto você bebeu e o que aconteceu com o drone, e as penalidades máximas podem chegar a um ano de prisão ou uma multa de 300 mil yenes (mais de 10 mil reais). Essas penalidades se aplicam a drones que pesam mais de 200 gramas – o que não é muito.

Pilotagens perigosas

A nova legislação também prevê casos de pilotagens perigosas do aparelho, mesmo que o condutor não esteja bêbado. A multa pode chegar a 500 mil yenes (quase 18 mil reais). Além disso, diversas áreas foram marcadas como proibidas para drones. Por exemplo, é proibido voar um drone até 300 metros de uma das bases militares do país. Com as Olimpíadas de 2020 chegando, também é proibido pilotar esses aparelhos perto dos estádios e centros de eventos.

Portanto, se você estiver planejando ir ao Japão para ver as Olimpíadas de Tóqui em 2020, preste atenção por onde voa, não beba e, se beber, leve o motorista da rodada com você.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Pilotar um drone bêbado pode dar cadeia no Japão