Tesla volta atrás em decisão de fechar lojas e anuncia aumento de preços

1 min de leitura
Imagem de: Tesla volta atrás em decisão de fechar lojas e anuncia aumento de preços
Avatar do autor

Após anunciar que iria fechar quase todas as suas lojas físicas e passar a vender veículos apenas via internet, a Tesla voltou atrás em parte dessa decisão. Através de um comunicado publicado em seu site oficial, a companhia disse ter passado a última semana analisando minuciosamente todos os pontos de venda físicos para decidir quais valeriam a pena ser mantidos.

Depois dessa análise, a empresa resolveu manter abertas mais lojas do que o anunciado originalmente. Apenas cerca de 10% dos locais foram fechados definitivamente e outros 20% estão sob avaliação, com a decisão final sobre a continuidade das atividades dependendo das vendas desses pontos nos próximos meses.

Além disso, alguns espaços que foram fechados na última semana irão reabrir com uma equipe reduzida de funcionários. De acordo com o comunicado, essas mudanças tiveram impacto no corte de custos que era previsto inicialmente pela Tesla, o que significa que a empresa vai aumentar os preços de seus carros em um total de 3% globalmente para compensar as alterações.

LojaFoto: Wikimedia/Mario Ortiz

A empresa deixa bem claro que esse aumento não irá valer para o novo Model 3 – seu modelo mais barato, custando US$ 35 mil – cujas vendas começaram oficialmente há poucos dias. Os valores mais altos começarão a ser cobrados a partir do dia 18 de março, dando aos consumidores indecisos o prazo de uma semana para adquirir os veículos com os valores mais baixos.

A Tesla ainda confirmou que as vendas realmente passarão a ser feitas apenas online. Caso o cliente vá até uma loja física, ele poderá receber assistência de um dos funcionários para fazer a compra utilizando o próprio celular. Algumas poucas lojas terão carros em estoque, mas a maioria dos compradores terá que esperar a entrega do veículo após realizar a transação.

Também será possível fazer o test drive dos carros em alguns locais, mas a aposta da empresa para os interessados em dirigir um dos carros está na política de devolução, que aceita o retorno de qualquer veículo com menos de 7 dias de uso e até 1,6 mil quilômetros rodados.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Tesla volta atrás em decisão de fechar lojas e anuncia aumento de preços