Se você mora numa cidade grande, deve saber como o trânsito pode ser um grande inconveniente; afinal, por mais que a pessoa se preocupe em sair de casa com antecedência para chegar nos compromissos a tempo, é impossível saber quando e onde o congestionamento irá começar.

A boa notícia é que a tecnologia pode dar uma ajuda – como deve acontecer no projeto da Flapper, uma startup brasileira voltada para o fretamento e reservas de assentos em voos executivos por meio de app para Android e iOS. A ideia da empresa é utilizar helicópteros elétricos autônomos, os eVTOL - sigla que significa "veículos elétricos com decolagem e pouco na vertical" - para realizar transportes mais rápidos e eficazes. Atualmente, a Flapper conta com 145 aeronaves disponíveis de 27 empresas de táxi aéreos diferentes. Agora, a empresa será alvo de investimento de uma fabricante dos eVTOL, com previsão para o começo do ano que vem.

 

Paul Malicki, CEO e cofundador da startup, está otimista com essas novidades. Para ele, o serviço pode ser lançado em nosso país em 2021, já que o Brasil possui a infraestrutura de helipontos mais desenvolvida do mundo, contando com aproximadamente 900 deles. De acordo com Malicki, o trânsito intenso nas cidades junto do interesse e receptividade do público com novas tecnologias devem contribuir para que o mercado brasileiro seja interessante para um serviço destes.

A Flapper não é a primeira empresa a trazer propostas do gênero; a Uber, por exemplo, também está trabalhando em transportes eVTOL, e considera o Brasil um mercado com bastante potencial.