É comum muitos dos condutores de apps de transporte como o Uber ou 99 iniciarem uma conversa com os passageiros, não só para compreender melhor a rota mas também como forma cordial de recebê-los. Acontece que algumas vezes os diálogos se prolongam demais ou simplesmente talvez não seja o melhor momento de trocar aquela ideia. De acordo com a Lyft, que opera nos Estados Unidos, há a possibilidade da criação de um “modo zen”, que já avisaria de antemão o pedido de uma “viagem silenciosa”.

“Pensamos nisso. Acho interessante. Em algum momento deveremos ‘brincar’ com essa ideia, mas, infelizmente, não é um recurso que estamos desenvolvendo atualmente”, disse o chefe da divisão autônoma da Lyft, Taggart Matthiesen, em entrevista ao The Verge.

lyft

A ferramenta pode ser interessante para momentos em que o passageiro está com muita pressa ou prefere, por exemplo, cochilar durante um longo trajeto para o aeroporto na madrugada. Ou ainda servir como uma forma do cliente se sentir mais seguro ao saber que não vai dividir mais informações além daquelas que estão no aplicativo.

Ainda que não esteja nas ferramentas da Lyft atualmente, pode ser algo que venha a aparecer no app em um futuro próximo. E você, usaria esse recurso?

“Modo zen” pode evoluir para recursos em carros autônomos

Ainda que o recurso silencioso não esteja nos atuais planos para os serviços de carona da Lyft, Matthiesen adiantou que o conceito pode ser aplicado de diferentes formas nos veículos autônomos. "O carro autônomo saberá muito mais sobre você. Saberá a temperatura que você vai querer. Provavelmente também saberá que é de manhã cedo e, por isso, oferecerá uma cabine menos iluminada, para deixá-lo dormir”, afirmou.

Aliás, todo o sistema do carro poderia considerar esse “modo zen” para diminuir e suavizar as notificações, assim como as acomodações dos acessórios. “Talvez você possa até relaxar na poltrona com uma extensão especial para as costas. Ou não por completo, apenas para que uma área específica tenha uma boa reclinação.”

A Lyft, atualmente avaliada em US$ 15 bilhões, assinou em março com a fabricante de peças automotivas Magna, com o objetivo de montar seus próprios veículos autônomos. Ela atualmente vem testando carros inteligentes em Las Vegas, em parceria com a companhia britânica Aptiv e é uma das grandes concorrentes do Uber.

Cupons de desconto TecMundo: