Apple vem sendo bastante cautelosa quando se fala em veículos autônomos, se comparada às concorrentes Waymo e Uber, mas isso não quer dizer que ela não tenha lá suas boas ideias para o setor. Um novo registro de patente, flagrado pela Patently Apple, mostra que a companhia pensa em algo um pouco mais dependente dos condutores, que poderiam usar joystick, voz e gestos para determinar os destinos.

Ideia da Apple seria a de seguir uma linha semiautônoma, com os condutores dizendo ao veículo o que ele tem que fazer

De acordo com o  documento, essas ações seriam chamadas de “sinais de intenção”. O primeiro exemplo é o sonho de todo gamer: usar um volante ou um controle remoto para guiá-lo. Uma outra forma seria dizer para o computador de bordo onde você gostaria de ir.

“Se o indivíduo disser: ‘Gostaria de comprar algumas plantas para meu jardim’ nas proximidades de uma grande loja, o navegador pode determinar que o veículo deve ser estacionado perto de uma entrada marcada como jardinagem ou suprimentos para jardinagem’”, descreve o texto.

O dono do automóvel poderia também apontar para um local e falar “estacione ali”, com um iPhone na mão, e a máquina utilizaria o acelerômetro do telefone para compreender exatamente onde fica o espaço indicado. A resposta seria algo como “você quis dizer, estacione perto do ou próximo do ?”

appleExemplo de uso com toque do condutor

As marcações e confirmações seriam realizadas por meio de menus, toques e texto. Segundo a Maçã, sua proposta seria de diminuir um pouco a autonomia da inteligência artificial e aumentar a participação dos motoristas. Mas, como toda patente, pode ser que isso nunca seja concretizado.