A ideia de substituir as tradicionais placas de licença de metal  de veículos por versões moderninhas digitais não é nova — na Califórnia isso já havia sido cogitado em 2013 e começou a ser colocado em prática em janeiro deste ano. E agora, Dubai entra na lista das cidades que testam a nova forma de identificação, que na verdade atua como um gadget.

Novidade pode ajudar a agilizar o atendimento de emergências, como nos casos de acidentes e roubos

As “smart plates” devem ser utilizadas a partir do próximo mês e, segundo o departamento de trânsito da cidade dos Emirados Árabes Unidos, o Roads and Transport Authority, a novidade pode ajudar a agilizar o atendimento de emergências, como nos casos de acidentes e roubos. Além disso, serviços como renovação de registro, cobrança de pedágio e multas de estacionamento podem ser deduzidos automaticamente, via sistema integrado.

Isso tudo é possível porque os dispositivos contam com display LCD e vêm equipados com GPS, acelerômetro, sensores de rádio e frequência e comunicação com rede CAN Bus.  Parece muito bom, mas aí entram as preocupações comuns à todos os produtos conectados em ambientes digitais, especialmente com relação a ataques de invasores e questões relacionadas à privacidade — alguém pode mudar os números do cadastro ou monitorar o trajeto de uma pessoa remotamente, por exemplo.

smart license plate

Além disso, as condições climáticas de Dubai — uma região árida, quente e com areia por todos os lados — podem acelerar desgaste natural das “placas inteligentes”. Ainda não há um relatório sobre as análises de como tem sido a experiência nos Estados Unidos. Se elas passarem pelos exames de segurança e deterioração física, pode ser que ganhem força mundo afora, especialmente obtendo sucesso em locais de comportamento e situações completamente diferentes.

Cupons de desconto TecMundo: