E 2016, a Ford registrou a patente de um carro policial autônomo que é capaz até de aplicar multas, mas ela só foi publicada agora e, pelo que dá para ver, não é nem um pouco animadora. O veículo pode funcionar completamente sozinho ou com o auxílio de um oficial e pode identificar infrações de trânsito e tomas diversas atitudes em relação a elas.

Pode ser muito pior recorrer de alguma multa indevida quando ela foi emitida por uma máquina do que por uma pessoa de carne e osso

Esse carro autônomo vai verificar por meio de uma comunicação wireless se outros motoristas possuem infrações de trânsito ou mesmo detectá-las ali, na hora. Caso seja necessário, o veículo policial também vai poder realizar perseguições em alta velocidade atrás do possível meliante e enviar mensagens, multas, advertências e o que for necessário para outros carros.

aImagem da patente da Ford

Lidando com robôs

Vai ter gente que acha uma boa ideia, mas injustiças podem acontecer, mesmo quando estamos lidando com inteligências artificiais. Na verdade, pode ser muito pior recorrer de alguma multa indevida quando ela foi emitida por uma máquina do que por uma pessoa de carne e osso. Quem acompanha filmes e livros de ficção científica vai entender o que estou dizendo.

Seja como for, aparentemente trata-se de uma ideia que ainda deve demorar muito para sair do papel – se é que vai acabar saindo. Mas não deixa de ser também um alerta interessante para que as pessoas pensem o quanto realmente é necessário criar coisas autônomas controladas por inteligência artificial.