Faz uma semana que a indústria automotiva foi chacoalhada com a chegada definitiva do Tesla Model 3, o carro que chega com a promessa de tornar os veículos elétricos acessível a uma parcela significativamente maior do mercado. Agora, a imprensa norte-americana já soltou suas primeiras impressões a respeito do modelo.

Uma das grandes expectativas sobre o carro era se o interior realmente seria simplista, sem um painel de instrumentos convencional como nos carros por aí – em seu lugar, apenas um display de 15 polegadas localizado no console central. Como isso funciona? Será que atrapalha?

Começando pela parte de dentro, o time do Electrek revelou que a ativação do Autopilot ficou mais evidente nos comandos do volante. Sobre a tela do sistema de infotainment, os jornalistas do site explicaram que não ficaram muito confortáveis em ter que ficar olhando para o display em busca de informações e que isso vai exigir uma mudança de hábito do condutor.

O Electrek também explicou que a porção esquerda do display fica bem mais ativa, já que é nela que ficam as informações que normalmente estariam nos instrumentos do painel.

Tim Stevens, do Roadshow, notou que o espaço interno é suficiente, mesmo para pessoas mais altas. Ele destacou a luminosidade do teto de vidro e a sensação de conforto que isso passa para o ambiente de dentro do carro.

O USA Today, por sua vez, notou que o acabamento dos componentes internos está muito bem feito, sem espaços exagerados no encaixe das peças e tudo firme, como esperado.

A forma como o carro dirige, segundo o MotorTrend, é extremamente satisfatória: a direção é precisa e exige pouquíssimo esforço, oferecendo um bom feedback do comportamento do carro e também da superfície que o carro está andando.

A rolagem de carroceria é mínima, significando que as mudanças de direção são ágeis e o veículo não sofre com o excesso de peso graças ao centro de gravidade mais baixo.

Sobre o uso do Autopilot, o site Top Gear apontou que o sistema de direção semiautônoma funciona como o esperado em um carro da Tesla, seguindo o nível do que já foi visto no Model S e também no Model X.

No fim das contas, as percepções iniciais foram boas, no geral, com a maior parte dos veículos da mídia concordando que o Model 3 atende às expectativas e tem um grande potencial para fazer jus ao hype.