O Tesla Model 3 mal foi lançado e já tem gente ansiosa pela versão “esportiva” do carro, algo que Elon Musk já havia comentando a respeito no passado. Ao ser questionado a respeito, o CEO da Tesla afirmou que sim, provavelmente teremos uma versão mais potente do novo veículo, mas só deveremos vê-la a partir da metade de 2018.

Respondendo a pergunta de um de seus seguidores no Twitter, Musk disse que o foco é tirar o Model 3 do “inferno de produção” que deve acometer a montadora de Fremont pelos próximos seis meses. “O foco agora é tirar o Model 3 do inferno de produção. Mais versões = mais fundo no inferno”, explicou o executivo.

A versão com melhor desempenho do Model 3 é a que conta com maior autonomia, com aceleração de 0 a 100 em 5,1 segundos e uma velocidade máxima de 225 km/h – o que, por si só, não é nada mal, mas ainda está longe do Model S no “Ludicrous Mode”, que faz o 0-100 em menos de 2,3 segundos.

O desempenho absurdo, no entanto, não é bem o foco do modelo que, por ser menor, pode ter apenas o conjunto motriz de 75 kWh inserido em seu chassi. Considerando que a versão mais completa do Model 3 já custa US$ 58 mil, e a inclinação de Musk em não misturar as coisas entre o 3 e o S, a precificação também pode influenciar no resultado final.