Depois da briga interessante (mas meio sem sentido) sobre qual carro acelera de 0 a 100 mais rápido, a Lucid Motors resolveu que é hora de começar outra disputa: a da velocidade máxima.

A empresa, fundada por Bernard Tse, ex-VP da Tesla, fez um vídeo mostrando do que o protótipo do primeiro modelo de produção da marca, o Air, é capaz – e o spoiler já foi dado no título: não é nada mal.

O veículo, que está projetado para ser lançado oficialmente em 2019, foi testado sem o software de limitação de velocidade máxima e, dessa mesma forma, havia atingido a marca de 350 km/h em abril. Em um teste realizado no início do mês, no entanto, ele esticou um pouquinho mais seu desempenho e atingiu impressionantes 370 km/h em uma pista de testes.

A parte interessante é que, no momento, não é possível comparar a marca com qualquer outro veículo elétrico de produção da atualidade, já que os carros da Tesla, assim como tantos outros carros não-esportivos de alta performance, vem com suas velocidades máximas limitadas em 250 km/h – tudo parte de um “acordo de cavalheiros” entre as grandes montadoras europeias, num esforço de reduzir a quantidade de mortes causadas por altas velocidades.

Vale lembrar que o projeto do Lucid Air prevê um motor elétrico que vai gerar o equivalente a 1.000 cavalos de potência, mas isso vai acontecer depois do lançamento de uma primeira versão um pouquinho mais civilizada, com 400 cv. O alvo, claramente, é o Model S, que o atual CTO da Lucid e ex-engenheiro-chefe da  Tesla, Peter Rawlinson, ajudou a projetar.