Entenda a história do Peaky Blinders na vida real

Imagem de: Entenda a história do Peaky Blinders na vida real
Imagem: Netflix

A série Peaky Blinders, da Netflix, é um verdadeiro fenômeno. Com fãs espalhados no mundo todo, ela conta a história de uma gangue situada em Birmingham, na região industrial na Inglaterra, em 1919, que vai subindo no mundo do crime pela liderança do cruel Thomas Shelby – papel vivido pelo ator Cillian Murphy.

A trama é contextualizada poucos meses depois do final da Primeira Guerra Mundial, quando a cidade de Birmingham está afundada na pobreza, dando margem para que gângsters – como a própria família Shelby – assumam os negócios e dominem o local.

O mais interessante é que Peaky Blindersao longo das temporadas, atravessa processos históricos reais, como os levantes trabalhistas, a ascensão do comunismo e os horrores do fascismo e do nazismo.

Talvez você não saiba, mas a gangue de Peaky Blinders realmente existiu na Inglaterra no fim do século XIX e no início do século XX. Ficou interessado? Então, continue a leitura, pois contamos a história dela neste texto!

Os Peaky Blinders existiram? Conheça a verdadeira história!

(Fonte: Rolling Stone)(Fonte: Rolling Stone)Fonte:  Rolling Stone 

De fato, a família Shelby é inventada, mas isso não significa que a trama não tenha saído da história real. Para compreender isso, vale a pena dar uma rápida olhada no Reino Unido do passado.

No início do século XX, a Inglaterra estava tomada por uma onda de violência, fazendo com que muitas famílias se direcionassem a negócios ilegais para conseguir sobreviver. Aos poucos, esse fato levou à criação de gangues formadas quase sempre por meninos e homens que entre 12 a 30 anos de idade.

E sim, um desses grupos realmente se chamou Peaky Blinders. Ela era liderada por um sujeito chamado Kevin Mooney, que começou a usar pseudônimos para despistar a polícia. Um desses codinomes era Thomas Gilbert – o que pode ter levado à ideia do nome do personagem Thomas Shelby.

Na série de ficção, os Peaky Blinders são fortes e capazes de escantear os outros grupos de criminosos. Já na vida real, a gangue foi dominada pelos The Birmingham Boys, que aparecem logo na primeira temporada.

Ou seja, na série da Netflix, os Peaky Blinders prosperam muito mais: tornam-se uma organização criminosa capaz de controlar quase toda a Inglaterra.

Mas afinal, como surgiu o nome Peaky Blinders?

O nome da gangue surgiu por conta de uma lenda urbana: peaky se refere à aba pontuda das boinas que eles usam, e blinders faz menção a uma suposta navalha que estaria acoplada neste acessório. A expressão também faz menção ao tipo de look estiloso que eles usavam.

Mas, diferente do que sugere a série, os Peaky Blinders provavelmente não usavam navalhas. Segundo o historiador Carl Chinn, em entrevista para o jornal Birmingham Mail:

“A Peaky Blinders real usava armas fáceis de se manusear e que eram baratas. Então, eles usavam botas com pontas de metal, cassetetes de metal, facas, pontas de tijolos e pedras enroladas em guardanapos.".

Outra coisa em comum entre ficção e realidade é que, na gangue real, havia também membros muito jovens, como crianças de apenas 12 anos.

Quem foi Thomas Shelby na vida real?

(Fonte: Igor Miranda)(Fonte: Igor Miranda)Fonte:  Igor Miranda 

Como mencionamos, o frio e calculista Thomas Shelby foi inspirado em Kevin Mooney, o líder dos Peaky Blinders da vida real. Mooney era filho de uma família cigana, serviu ao exército durante a Primeira Guerra Mundial, e foi muito bem sucedido na tarefa de enganar a polícia.

Contudo, ele era bem menos inteligente e astuto do que o Thomas Shelby da ficção. Sua gangue cometia furtos menores, como roubo de bicicletas, golpes e assaltos a lojas.

O resultado é que os asseclas de Kevin Mooney – ou Thomas Gilbert, um dos nomes que ele usava – ficaram conhecidos na polícia local como rebeldes sem muita causa.

Outra diferença importante é que Mooney não liderava uma gangue com os seus parentes. Na verdade, seus aliados eram outros desempregados como ele, que buscavam sobreviver - embora de uma forma bem pouco lícita.

Algo em comum entre o Thomas Shelby real e da ficção é o estilo: eles usavam as famosas boinas, além de coletes e sobretudos elegantes, tal qual seus correspondentes na série.

Qual foi o fim dos verdadeiros Peaky Blinders?

(Fonte: Newronio ESPM)(Fonte: Newronio ESPM)Fonte:  Newronio ESPM 

Na vida real, os Peaky Blinders se deram bem mais ou menos até o fim da Primeira Guerra Mundial. Quando chegou a década de 1910, a gangue enfrentou aqueles que se tornariam seus maiores inimigos: os Birmigham Boys.

Os rivais eram bem mais organizados e usavam de uma violência bem mais exacerbada. Por consequência, eles acabaram por dominar a cidade, incluindo do local as outras gangues.

Nos anos 1930, os Peaky Blinders reais acabaram expulsos de Birmingham e se dispersando. Alguns foram morar no campo, e o grupo perdeu totalmente o seu prestígio. Restaram apenas as suas histórias - que acabaram sendo recuperadas na famosa série da Netflix.

E então, você já sabia de alguma dessas curiosidades sobre os Peaky Blinders da vida real? Para mais informações como essas, continue acompanhando o Minha Série e fique por dentro de todos os detalhes do universo do entretenimento!

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.