10 animes seinen subestimados e pouco conhecidos para assistir

Imagem de: 10 animes seinen subestimados e pouco conhecidos para assistir
Imagem: Lerche Studio

Gênero consolidado entre os animes, o seinen está entre as categorias favoritas dos fãs que buscam produções mais maduras, como os clássicos Berserk, Devilman Crybaby e Hellsing.

Porém, enquanto grande parte do público costuma comentar sobre as mesmas produções, uma minoria explora mais à fundo o estilo e é capaz de encontrar verdadeiras pérolas, com algumas delas sendo até mesmo bastante subestimadas ou alvo de pré-julgamentos.

Conheça abaixo dez animes seinen que são pouco falados, mas que prometem entregar ótimos momentos e histórias cativantes!

10. Emma: A Victorian Romance

(Fonte: Studio Pierrot / Reprodução)(Fonte: Studio Pierrot / Reprodução)Fonte:  Studio Pierrot 

Romance histórico com implicações dramáticas, o anime explora as tradições inglesas do século XIX e questões de desigualdade social através de críticas e sugestões. A trama acompanha a protagonista Emma em uma jornada de desafios e aceitação, onde um grande amor, correspondido pelo filho mais velho da família Jones, William, cria uma série de desavenças, dúvidas e conflitos.

9. Zipang

(Fonte: Studio Deen / Reprodução)(Fonte: Studio Deen / Reprodução)Fonte:  Studio Deen 

Anime sobre viagens no tempo, Zipang leva uma tripulação de um destróier para o ano de 1942, período do ápice da Segunda Guerra Mundial. Ao chegar no centro do conflito armado, após ser engolido por uma tempestade em seu tempo, o exército de militares deve permanecer anônimo e evitar qualquer tipo de suspeitas. Porém, os traços cruéis da batalha e o desenrolar de um dos eventos mais emblemáticos força o grupo de militares a uma intervenção drástica.

8. And Yet the Town Moves

(Fonte: Shaft Studio / Reprodução)(Fonte: Shaft Studio / Reprodução)Fonte:  Shaft Studio 

Misto de comédia e drama, And Yet the Town Moves foge do convencional para se concentrar em uma história simples. Sua aventura acompanha a investigadora mirim Hotori Arashiyama, que se envolve com mistérios controversos à medida que conversa com amigos e vê frequentadores suspeitos na cafeteria de sua avó — onde também trabalha como atendente. Porém, o anime abdica de situações sombrias ou essencialmente críticas para entregar uma perspectiva otimista, com momentos imprevisíveis e lições valiosas.

7. Bartender

(Fonte: Palm Studio / Reprodução)(Fonte: Palm Studio / Reprodução)Fonte:  Palm Studio 

Com a proposta de "quebrar a quarta parede" sem quebrar e ser uma antologia sem ser, Bartender conta a história de vários clientes e mostra seus pontos de vista em situações que variam de melancólicas a trágicas. O bar surge como um local de conforto para que essas pessoas desfrutem de drinks enquanto narram suas histórias, destacando-se por hospedar depoimentos emocionantes e gerar um forte teor reflexivo.

6. Bamboo Blade

(Fonte: Funimation / Reprodução)(Fonte: Funimation / Reprodução)Fonte:  Funimation 

De início, Bamboo Blade pode ser apenas mais uma história clichê sobre garotas do ensino médio, mas o anime cresce significativamente com o passar dos episódios e chama a atenção por colocar todas as personagens sob holofotes. Com o objetivo de ganharem uma competição de kendo, as meninas se desenvolvem de forma super atenciosa e entregam momentos divertidos, contando com uma notável evolução em suas personalidades.

5. Rainbow: Nisha Rokubou no Shichinin

(Fonte: Madhouse / Reprodução)(Fonte: Madhouse / Reprodução)Fonte:  Madhouse 

Rainbow: Nisha Rokubou no Shichinin é um retrato violento e cru sobre o período na prisão, onde um grupo de delinquentes deve fazer de tudo para se impor e sobreviver aos perturbadores abusos praticados pelos guardas, médicos e colegas de celas. Com ares de drama e ação, o anime é uma história sobre superação, esperança e virtudes, sendo protagonizado por jovens que experimentam o inferno como consequência de seus atos.

4. Rec

(Fonte: Shaft Studio / Reprodução)(Fonte: Shaft Studio / Reprodução)Fonte:  Shaft Studio 

Clássico romance dos anos 2000, Rec apresenta o envolvimento improvável entre o funcionário de marketing Fumihiko Matsumaru e Aka Onda, uma aspirante a dubladora. Após se encontrarem em uma situação inusitada, ambos os personagens se jogam em uma noite otimista e excêntrica, a fim de aproveitarem bons momentos de autenticidade e paz em meio ao drama da vida.

3. Wandering Son

(Fonte: Aniplex / Reprodução)(Fonte: Aniplex / Reprodução)Fonte:  Aniplex 

Wandering Son é um projeto refinado e profundo sobre a história de dois adolescentes que buscam se encaixar em uma sociedade com preconceitos. O anime, desenvolvido pela Aniplex e com belos visuais em aquarela, discute as lutas de identidade de gênero e representatividade LGBT+, destacando, de forma honesta, como uma garota trans e seu amigo de infância têm seus interiores e personalidades desenvolvidos.

2. Asobi Asobase: Workshop of Fun

(Fonte: Lerche Studio / Reprodução)(Fonte: Lerche Studio / Reprodução)Fonte:  Lerche Studio 

Em Asobi Asobase: Workshop of Fun, o trio formado por Olivia, Hanako e Kasumi se envolve em uma série de situações cômicas e desastrosas que apenas a vida escolar é capaz de oferecer. Com personalidades e origens totalmente distintas, elas se mantêm unidas para aproveitar ao máximo todos os seus momentos juntas, mesmo que, para muitas pessoas, o relacionamento seja improvável e nitidamente incompatível.

1. Hozuki's Coolheadedness

(Fonte: Wit Studio / Reprodução)(Fonte: Wit Studio / Reprodução)Fonte:  Wit Studio 

Anime folclórico, Hozuki's Coolheadedness é uma clássica comédia adulta que retrata uma sociedade formada por seres mitológicos. Os personagens do submundo se envolvem em hierarquias, organizações e todos os principais processos burocráticos humanos para causar problemas intermináveis, discutindo como crises de gestão, ineficiência diplomática, medidas agressivas de contenção e outras ações podem impactar a administração de um local pouco convencional.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.