Virgin River: 3ª temporada tem romance e reviravoltas (crítica)

Imagem de: Virgin River: 3ª temporada tem romance e reviravoltas (crítica)
Imagem: Netflix/Divulgação

ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!

A 3ª temporada de Virgin River estreou no catálogo da Netflix na última sexta-feira (9) e já figura no top 10 de títulos mais assistidos da plataforma de streaming. Baseada nos romances de Robyn Carr, a série acompanha Mel, uma mulher que, buscando um recomeço, se muda para a cidade que dá nome ao seriado, na Califórnia.

Na nova temporada, o desenvolvimento dos personagens e o mistério de quem atirou em Jack dão o tom para uma trama emocionante.

Desde o começo, a série da Netflix abordou o amor, amizades e muitas reviravoltas que aumentaram a ansiedade para a 4ª temporada – que, felizmente, já foi confirmada!

Que tal conferir um pouco mais sobre como foi a 3ª temporada de Virgin River?

(Fonte: Netflix/Divulgação)(Fonte: Netflix/Divulgação)Fonte:  Netflix 

Virgin River: 3ª temporada tem gravidez, acidentes e novos personagens

No último episódio da 2ª temporada, Jack estava no chão, sangrando após ser baleado por um atirador misterioso. Desesperada, Mel tentava salvar sua vida, estancando o sangue com suas próprias mãos. A boa notícia é que a nova temporada não perdeu tempo ao tranquilizar os fãs: Jack está vivo e bem, embora a identidade do atirador permaneça secreta até o último episódio (e, como você verá a seguir, na verdade essa revelação pode ter sido forjada).

A primeira metade da temporada é lenta, com desenvolvimentos que cativam os fãs, mas que não são tão empolgantes quanto os últimos episódios. Um dos destaques é o desenvolvimento de Jack. Após ser baleado, ele começa a se abrir aos poucos, falando sobre o que aconteceu com ele durante a Guerra do Iraque e como isso afeta seu relacionamento com Mel.

Porém, por mais que ele esteja se abrindo, Jack não é o tipo de pessoa que consegue deixar tudo para trás com facilidade. Além de deixar claro que, após a chegada de Mel em Virgin River, tudo o que ele decidiu em sua própria vida foi por conta dela (por mais que os sentimentos sejam bons, essa obsessão pode ser um problema), ele também sabe que não vai descansar enquanto não descobrir quem atirou nele.

A chegada de sua irmã Brie é o ponto de virada para descobrirmos mais sobre o passado de Jack. Ela também tem um papel importante, já que Dan começa a se interessar por ela. O problema é que, em uma sequência de eventos emocionante e que faz dos últimos episódios os melhores da 3ª temporada, o personagem perde seu álibi e é considerado o principal suspeito pela tentativa de assassinato de Jack.

(Fonte: Netflix/Divulgação)(Fonte: Netflix/Divulgação)Fonte:  Netflix 

A revelação é feita apenas no último episódio da série da Netflix. Sendo assim, o que deveria ser uma resposta definitiva, na verdade abre mais perguntas para a 4ª temporada. Uma arma foi encontrada no caminhão de Brady, mas ela pode ter sido plantada ali pelo assassino verdadeiro, já que não faz sentido o amigo ter tentado matar Jack. Independentemente de qual será o rumo tomado pela série, os novos eventos devem ser, no mínimo, interessantes.

Outra reviravolta é a revelação da gravidez de Mel e, surpresa! O filho pode não ser de Jack e, sim, de Mark, seu falecido marido. Com esse desfecho, a Netflix entregou o que foi prometido: uma temporada excitante, emocionante e que nos faz, cada vez mais, refletir sobre como a vida pode ser passageira e as pessoas ao nosso redor são importantes para seguirmos em frente.

O que você achou da 3ª temporada de Virgin River? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe a crítica nas redes sociais!

Virgin River: 3ª temporada tem romance e reviravoltas (crítica)