Regé-Jean Page desabafa sobre perda de papel por ser negro

Imagem de: Regé-Jean Page desabafa sobre perda de papel por ser negro
Imagem: Netflix/Reprodução

O ator Regé-Jean Page se pronunciou em suas redes sociais sobre a possível perda de um papel na série Krypton por causa de sua raça. No início desta semana, o site The Hollywood Reporter (THR) divulgou que, por ser negro, o artista foi vetado para ser o avô do Super-Homem.

“Ouvir sobre essas conversas não dói menos agora do que naquela época. Os esclarecimentos quase doem mais tbh (abreviação de ‘para ser honesto’). Continuo fazendo as minhas coisas. Continuamos trabalhando. Continuamos voando”, publicou ontem (7) no Twitter.

A matéria do THR revelou que Page fez o teste para o papel, já que a equipe da série adoraria ter um elenco diverso para contar a história do Homem de Aço. Contudo, Geoff Johns, ex-copresidente da DC Films teria rejeitado o ator dizendo que o herói não poderia ter um avô negro.

Os representantes do executivo responderam à reportagem dizendo que os fãs esperavam que o personagem se parecesse com uma versão mais jovem de Henry Cavill, ator que tem interpretado o Super-Homem nos filmes da DC.

KryptonQuem acabou escolhido para viver Seg-El foi Cameron Cuffe

Além disso, a equipe de Johns se defendeu dizendo que a ex-estrela de Bridgerton nunca chegou em um estágio para ser efetivamente selecionado para o elenco e que nem mesmo realizou testes para a Warner.

"Geoff celebra e apoia personagens LGTBQ, incluindo a Batwoman, que em 2006 foi reintroduzida como LGBTQ em uma série de quadrinhos escrita por Johns", reiterou a equipe do executivo sobre alegações de que ele também não queria personagens homossexuais em Krypton.

A situação veio à tona depois que Ray Fisher, ator que interpretou o Ciborgue nos filmes da Liga da Justiça, divulgou que os ambientes internos da Warner/DC estão cheios de pessoas abusivas e não profissionais.

Regé-Jean Page desabafa sobre perda de papel por ser negro