O Windows 10 já recebeu algumas acusações bem sérias sobre questões relacionadas à privacidade, mas parece que ele não é o único SO da Microsoft a causar polêmica. Novas informaçõesse afirmam que há problemas de privacidade também em algumas atualizações que estão sendo liberadas para o Windows 7 e do Windows 8.

Pode ser que a afirmação anterior ainda não tenha feito sentido, mas nós vamos explicar. Analistas do Ghacks descobriram que, após a chegada do Windows 10, a Microsoft lançou quatro atualizações para Windows 7 e Windows 8. Em todas elas, a desenvolvedora aplicou códigos que podem funcionar como rastreadores de atividades nos computadores em que estão instaladas. São elas:

  • KB3068708
  • KB3022345
  • KB3075249
  • KB3080149

Elas podem fazer com que as atividades sejam monitoradas e enviadas para a Microsoft por meio dos aplicativos de "Diagnóstico e Telemetria", "Visual Studio Application Insights" e "User Account Control" (UAC, o Controle de Contas de Usuário). 

O grande problema

Um detalhe que precisa ser levado em consideração. Assim como acontece em alguns recursos do Windows 10, com as atualizações das versões mais antigas do SO não é possível ter certeza absoluta do que está sendo enviado para a Microsoft. Ou seja: não há como afirmar quais são os dados que estariam sendo monitorados e nem o que a desenvolvedora pode fazer com eles — ou mesmo com quem ela pode trocar informações.

Felizmente, você pode impedir que esse tipo de envio aconteça em seu computador. No Windows 10, basta pressionar a tecla "Windows" e digitar "Alterar as configurações do programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário do Windows". Com a nova janela aberta, você só terá que escolher "Não, não desejo participar do programa" e salvar as alterações.

.....

Você permitiria que seus dados fossem rastreados pela Microsoft? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: