Parece que o mundo dos aparelhos set-top box, que se conectam às TVs para exibir conteúdo, está prestes a receber mais um concorrente. Através de registros e certificados nos sites da FCC (Comissão Federal de Comunicações americana) e da Wi-Fi Alliance (organização que certifica aparelhos com WiFi), foi descoberto que a Microsoft está com um produto na manga para enfrentar o Chromecast, da Google.

Selo da FCC que deverá estar presente no produto final.

O pequeno aparelho da Google é um sucesso absoluto, aliando preço baixo – apenas US$ 35 nos EUA – a diversas funcionalidades, as quais o usuário pode acessar direto de seu smartphone, tablet ou computador. Então, não é de se estranhar que a Microsoft tenha embarcado em um projeto semelhante.

A empresa já tem boa experiência nessa interação do público com o conteúdo extra na TV, afinal, a companhia tem integração com serviços de streaming e media players por toda a linha de consoles XBOX. Porém, na faixa de preço dos seus video games, a Microsoft enfrenta a concorrência de aparelhos como o PS4 ou mesmo a Apple TV. Faltaria então investir pelo outro lado, em um produto de baixo custo.

HD-10 ou Surfacecast?

Segundo a documentação encontrada na internet, o dongle da Microsoft tem características bem parecidas com as do Chromecast, apresentando uma conexão HDMI, suporte a WiFi e alimentação por um conector USB. O modelo é registrado como HD-10, mas uma foto de alguns meses atrás, publicada pelo site Dr. Windows, revela um aparelho com um visual bem familiar estampando o nome Surface, usado nos tablets da empresa.

Em questão de tecnologia, é usado o padrão Miracast, que faz a comunicação entre dispositivos e a TV. Apesar de não ser tão flexível como o sistema utilizado pela Google – que suporta de forma magnífica o uso por múltiplos usuários –, o Miracast permite ações como reproduzir o conteúdo de seu celular ou tablet diretamente para a tela da televisão. A escolha pode fazer parte do planejamento da Microsoft em manter um baixo custo de produção, a fim de fabricar um aparelho com o preço similar ou menor ao do criado pela gigante da internet.

De qualquer forma, é interessante que a empresa sediada em Redmond tente ganhar seu espaço nesse mercado, já que nem o Chromecast nem a Apple TV dão suporte à reprodução do conteúdo de aparelhos com Windows Phone ou para aplicativos de Windows 8. Para nós, consumidores, a concorrência costuma sempre ser boa, fazendo com que a disputa tenha reflexo em preços e melhorias da tecnologia. Será que teremos alguma novidade para a IFA 2014, na Alemanha? Vamos torcer para que sim.

Cupons de desconto TecMundo: