(Fonte da imagem: Reprodução/Norebbo)A Microsoft publicou quinta-feira passada (3) em um de seus blogs oficiais que tomará uma postura firme contra iniciativas de adware e automaticamente bloqueará programas e extensões que promovam esse tipo de propaganda, a menos que seja dada a eles explícita permissão por parte do usuário.

A empresa diz que planeja lançar em 1º de julho de 2014 um novo sistema em sua linha de produtos de segurança que resolva problemas do gênero. A ferramenta bloqueará qualquer programa de adware que não ofereça a seus usuário uma forma simples de fechar os anúncios, que não diga ao usuário o nome do programa que está gerando propaganda ou que não permita que o usuário desinstale facilmente o programa.

De acordo com o pronunciamento, os anunciantes serão forçados a colocar no software um “título no acesso à desinstalação” que “corresponda exatamente ao nome mostrado no anúncio”, para que o usuário encontre de forma simples o que ele está tentando desinstalar.

Contagem regressiva

Os desenvolvedores de adware agora têm cerca de três meses para cumprir essas novas exigências, embora já seja esperado que eles consigam encontrar brechas na nova política da empresa para inserir nos navegadores publicidade difícil de se excluir.

Ainda assim, é muito bom ver a Microsoft se mostrando tão assertiva ao lidar com uma das armadilhas mais comuns presentes na navegação online para quem tem um computador com sistema operacional Windows.

Cupons de desconto TecMundo: