(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Considerando que fontes tipográficas raramente são motivo de controvérsia, é de se admirar que a Comic Sans da Microsoft tenha causado tanta repercussão pelo mundo afora. Adorado por algumas pessoas e odiado pela grande maioria, o design das suas letras é famoso pelas formas arredondadas e simples. O que a maioria das pessoas não sabe, no entanto, é que a fonte foi inspirada em duas das mais aclamadas HQs de todos os tempos.

Em 1994, a empresa de Bill Gates estava se preparando para lançar o Windows 95 e mantinha seu Windows 3.1 em funcionamento. Na época, eles tiveram a ideia de ajudar os usuários mais jovens a entenderem o funcionamento do sistema operacional por meio do Microsoft Bob, um programa que dava instruções simples através de personagens na forma de desenhos animados, que falavam por meio de balões de texto.

Ao ver o aplicativo, o designer da Microsoft Vincent Connare achou que a fonte utilizada nas falas dos personagens, a Times News Roman, não era muito apropriada ao contexto. Ele então resolveu criar um novo modelo para as letras e buscou inspiração em duas coleções de quadrinhos que tinha em seu escritório: "O Cavaleiro das Trevas" e "Watchmen".

Ampliar"O Cavaleiro das Trevas" (esquerda) e "Watchmen" (direita). (Fonte da imagem: Reprodução/Comic Book Resources)

Viver para se tornar o vilão

A nova fonte, nomeada Comic Sans, foi desenvolvida tarde demais para conseguir entrar no Microsoft Bob, mas logo se tornou uma das mais usadas nos produtos do Windows – e o resto é história. Após algum tempo, ela se tornou tão popular que gerou uma onda de críticas negativas que repercute até hoje.

Cupons de desconto TecMundo: