(Fonte da imagem: Reprodução/Yahoo!)

Embora alguns acionistas da Microsoft não estejam contentes com a influência que Bill Gates ainda possui na companhia, isso não parece afetar o quadro de diretores da empresa. Os membros do comitê recomendaram que tanto o criador da organização quanto Steve Balmer sejam reeleitos para os cargos que ocupavam durante a eleição que acontece no dia 19 de novembro deste ano.

Gates faz parte do quadro de diretores da companhia desde 1981 e atualmente ocupa a posição de maior acionista individual da organização, detendo 4,52% de suas ações. Já Ballmer se uniu à diretoria em 2000 quando se tornou CEO da Microsoft, atualmente detendo uma fatia de 3,99% de seus papéis — os demais membros do comitê, individualmente, detêm menos de 1% das ações.

Ballmer não deve receber bônus completo

Embora a diretoria veja com bons olhos a reeleição de Ballmer, nem por isso o executivo vai deixar de ser punido esse ano. Graças às baixas vendas do Surface RT e à performance além do esperado do Windows 8, ele só deve receber 79% do valor estipulado para seu bônus anual em 2013.

“A companhia encontrou desafios relacionados ao enfraquecimento do mercado de PCs para consumidores. Embora o lançamento do Windows 8 em 2012 tenha resultado na venda de 100 milhões de licenças, a situação do mercado somada aos custos de lançamento do sistema operacional e do Surface resultaram em uma declínio de 18% no lucro da divisão Windows. Além disso, as baixas vendas do Surface RT e a decisão de reduzir o preço do aparelho resultaram em um prejuízo de US$ 900 milhões”, afirma o relatório divulgado pela empresa.

Cupons de desconto TecMundo: