Ser um "YouTuber" já virou, de certa forma, uma espécie de profissão. Muitas pessoas fazem isso, seja como uma forma de trabalho ou então simplesmente por diversão. A questão é que a produção de vídeos de alta qualidade não depende apenas de uma imagem bonita: o áudio é, muitas vezes, ainda mais importante – principalmente se você pretende produzir algo mais baseado em narrações, como gameplays e similares.

Com isso em mente, você já deve imaginar que o microfone-padrão de uma câmera digital, por melhor que ela seja, não é a melhor opção. O que fazer, então? Qual é o tipo mais adequado e quanto custa um microfone bom? É possível usar apenas um gravador? Qual é a diferença?

O YouTuber PewDiePie e seu microfone

Por aqui é relativamente fácil encontrar equipamentos de boa qualidade e de empresas conhecidas no segmento de áudio, como é o caso da Shure Brasil, que conta com uma linha bem completa de acessórios de captação dos mais diversos tipos. Quais são eles? A gente explica.

Microfones de lapela

Microfones de lapela são aqueles menores, que você pode prender na camiseta ou camisa. Alguns modelos são compatíveis com tablets e smartphones, o que elimina a necessidade de comprar um gravador. Embora não sejam extremamente baratos, eles são bastante convenientes e eficientes quando você precisa fazer vídeos externos (estilo reportagem, por exemplo) ou apresentações – e também são os modelos mais baratos entre os outros tipos.

A maioria deles são omnidirecionais, o que significa que neles a captura do som se dá pela distância, e não necessariamente pela direção – por isso, é recomendado que ele fique a um palmo de distância da origem do som, sem ser coberto ou ficar escondido para não comprometer a qualidade do som.

Um modelo recomendado é o MVL, da Shure, que custa, em média, R$ 580. Ele é um microfone condensador omnidirecional que é compatível com smartphones e tablets, facilitando bastante a vida de quem precisa de mobilidade.

Microfones direcionais

Os microfones direcionais, também conhecidos como shotgun, podem ser considerados um grande passo para quem realmente pretende incrementar o som de seus vídeos. Eles possuem o formato de um bastão cilíndrico e são especialmente desenvolvidos para lugares abertos, já que conseguem eliminar ruídos externos ao foco de direção com grande eficiência.

Eles podem ser acoplados a câmeras SLR/DSLR e filmadoras com encaixes. Um dos modelos recomendados disponíveis no Brasil é o VP83F, da Shure, que possui visor LCD para que você monitore todos os parâmetros de áudio do seu vídeo em tempo real. O único lance é que, para comprar um microfone shotgun, é recomendado que você realmente precise de um e que esteja preparado para abrir o bolso: os modelos custam, em média, R$ 3 mil.

Microfones específicos para smartphones

Jornalistas de plantão sabem que, muitas vezes, existem situações que demandam uma solução prática e rápida – e não é todo mundo que anda com um gravador por aí. Entre as muitas funcionalidades de um smartphone está justamente a de captação de áudio, mas o microfone normal não é muito bom. Se você pretende fazer vídeos e vlogs em eventos, é importante manter um som de qualidade mesmo em situações em que não dá para carregar um gravadorzão parrudo e muitos equipamentos por aí.

É por isso que existem microfones feitos para serem utilizados com as entradas disponíveis nos smartphones, como é o caso do conector Lightning dos dispositivos da Apple. Um acessório que conta com essa tecnologia, por exemplo, é o Shure MOTIV MV88 – falamos um pouco dele em um review dos produtos da Shure aqui no Brasil. O preço? Em média, R$ 1 mil – mas existem algumas alternativas, como é o caso de adaptadores que convertem um conector P2 em Lightning.

Microfones USB

A maior parte dos YouTubers e vloggers grava em casa, de frente para um computador. É por isso que os microfones USB são soluções excelentes e a preferida na maioria das vezes, tanto para a gravação de voz quanto para você que pretende mostrar seu lado musical na web, já que também funcionam para captação do som de instrumentos acústicos.

Modelos como o MOTIV MV5, da Shure, o Go Mic, da Samson, os modelos Snowball e Yeti, da Blue, e o próprio Razer Siren são escolhas que apresentam um bom custo-benefício para quem pretende fazer um investimento a médio e longo prazo na produção de vídeos. Os valores variam bastante, mas considere que, em média, você vai gastar algo em torno de R$ 600 em um bom microfone de mesa.

Gravadores

(Imagem: CNET)

Se você busca um pouco mais de versatilidade, vale muito a pena considerar a compra de um gravador que possua características multifuncionais, ou seja, além de gravar os áudios, seja da forma pura ou através de um microfone P2 (como o lapela que foi citado anteriormente), eles também servem como microfones USB no PC.

Dois modelos bem conhecidos no Brasil são o H1 e o H4N, ambos feitos pela Zoom. O preço é, em média, R$ 500,00.

Você produz vídeos? Qual microfone você usa e recomenda? Deixe seu comentário!

Cupons de desconto TecMundo: