Eletrocardiograma do Apple Watch viola patente, determina juiz

1 min de leitura
Imagem de: Eletrocardiograma do Apple Watch viola patente, determina juiz
Imagem: AliveCor
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

A função de eletrocardiograma (ECG) do Apple Watch viola uma das patentes de uma companhia bem menor que a Apple, a AliveCor. É isso que decidiu, inicialmente, o juiz Cameron Elliot, da Comissão Internacional de Comércio (ITC), nos EUA.

A decisão foi publicada oficialmente pelas autoridades no país e está sendo divulgada pela AliveCor, que começou o processo contra a Apple por infração de patente em abril de 2021. A companhia menor acusa a gigante de Cupertino de violar a autoria de seus produtos e também de práticas anticompetitivas — um processo comum contra a Apple.

KardiaBand foi o primeiro acessório ECG para o Apple Watch aprovado pela FDA.KardiaBand foi o primeiro acessório ECG para o Apple Watch aprovado pela FDA.Fonte:  AliveCor 

A decisão do juiz é apenas uma determinação inicial. A ITC vai ter até o dia 26 de outubro de 2022 para dar um parecer final no processo, que pode resultar não apenas numa multa para a Apple, mas até mesmo a proibição da comercialização de determinados modelos do Watch nos EUA.

"A decisão de hoje é uma forte validação da nossa IP (propriedade intelectual) e ressalta que patentes importam e até uma companhia influente como a Apple não pode simplesmente violá-las para atrapalhar a inovação", disse Priya Abani, CEO da AliveCor. A Apple, por sua vez, não comentou sobre a decisão.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.