Após suspender operações, Cisco anuncia fim de negócios na Rússia

1 min de leitura
Imagem de: Após suspender operações, Cisco anuncia fim de negócios na Rússia
Imagem: Shutterstock

Após diversas empresas anunciarem o fim de suas operações na Rússia, a Cisco revelou que também encerrará os negócios por conta do cenário criado no país após guerra contra a Ucrânia. Contudo, a decisão da companhia não é tão novidade, já que as operações da empresa foram suspensas na região em março de 2022.

Segundo a Cisco, a companhia está monitorando a situação russa desde março de 2022, pouco depois do início da guerra na Ucrânia. “Agora tomamos a decisão de iniciar uma liquidação ordenada de nossos negócios na Rússia e na Bielorrússia", a Cisco anunciou.

Entre as empresas que já saíram da Rússia, estão a Microsoft, Nokia, Apple, Ericsson, entre outras. Recentemente, a IBM anunciou que encerrou suas operações no país e que começou a realizar as demissões dos funcionários que trabalham na região.

A Cisco já estava planejando o terreno desde março, quando suspendeu as operações no país.A Cisco já estava planejando o terreno desde março, quando suspendeu as operações no país.Fonte:  Cisco 

Operação suspensa

“Vamos nos comunicar diretamente com clientes, parceiros e fornecedores para resolver nossos assuntos financeiros, incluindo o reembolso de serviços pré-pagos e acordos de software, na medida permitida pelas leis e regulamentos aplicáveis”, foi revelado em uma nota oficial no site.

A Cisco também disse que está oferecendo suporte aos funcionários que serão afetados na Rússia e Bielorrússia durante a transição, além de ajudar empresas e outras instituições parceiras da companhia no país — inclusive, os clientes, fornecedores e outros parceiros serão comunicados sobre reembolsos e acordos necessários.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.