Google pagará US$ 118 milhões em processo de discriminação de gênero

1 min de leitura
Imagem de: Google pagará US$ 118 milhões em processo de discriminação de gênero
Imagem: Unsplash

De acordo com o Tribunal Superior do Condado de São Francisco, nos Estados Unidos, o Google violou a Lei de Igualdade Salarial da Califórnia por pagar salários menores para as mulheres — além de violar outras leis estaduais. Por isso, a empresa concordou em pagar uma multa de US$ 118 milhões (cerca de US$ 603 milhões na cotação atual) para resolver a ação coletiva.

A ação realizada abrange cerca de 15,5 mil mulheres que trabalham para o Google desde 2013, e afirma que a companhia pagou menos para mulheres e mais para homens em cargos semelhantes. Além disso, o tribunal também declara que a empresa não pagou todos os salários devidos.

O acordo pagará US$ 75 mil para um dos acusadores principais e US$ 50 mil para outros três, contudo, o valor de US$ 118 milhões deve cair para US$ 86 milhões após remover os honorários advocatícios e outros descontos.

A empresa afirma que continuará equilibrando a equidade salarial.A empresa afirma que continuará equilibrando a equidade salarial.Fonte:  Unsplash 

De acordo com a ação, a companhia pagava cerca de US$ 16 mil a mais aos homens com cargos semelhantes. Assim, o Google pagará em média US$ 5,5 mil para cada uma das funcionárias que sofreu com a discriminação de gênero.

Google admite erro

"Além do alívio monetário, o acordo prevê que um especialista terceirizado independente analise as práticas de nivelamento na contratação do Google e que um economista trabalhista independente revise os estudos de equidade salarial do Google", disse o escritório de advocacia responsável por iniciar a ação.

Em comunicado enviado ao site Ars Technica, o Google afirma que acredita na equidade de suas políticas e, por isso, concordou com a resolução do assunto ao aceitar o acordo. A empresa diz que se compromete a pagar, contratar e nivelar todos os funcionários de forma justa e igualitária.

“Se encontrarmos diferenças nos salários propostos, inclusive entre homens e mulheres, faremos ajustes para cima para removê-los antes que a nova remuneração entre em vigor, e continuaremos a fazer isso. Somente em 2020, fizemos ajustes para 2.352 funcionários, em quase todas as categorias demográficas, totalizando US$ 4,4 milhões”, disse o Google ao Ars Technica.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.