Dono de Tesla faz criptomineração no carro e ganha R$ 4,5 mil/mês

1 min de leitura
Imagem de: Dono de Tesla faz criptomineração no carro e ganha R$ 4,5 mil/mês
Imagem: Blomst/Pixabay
Avatar do autor

Uma notícia divulgada no sábado (8) pela CNBC mostrou uma nova forma de mineração digital: usar a energia do seu veículo parado na garagem com um computador conectado. Segundo a reportagem, o proprietário de um Tesla Model 3 modelo 2018 conseguiu a façanha, e está obtendo cerca de US$ 800 (ou R$ 4,5mil) por mês.

Como Elon Musk, o minerador Siraj Raval é apaixonado por Tesla e moedas digitais. Ele afirmou à CNBC que consegue faturar algum dinheiro com seu carro parado na garagem, usando um Apple Mac Mini M1 e alguns processadores gráficos (que não revelou) ligados a um soquete de 12V, do tipo tomada de isqueiro, conectado à bateria do veículo. A reportagem não teve acesso ao modelo de GPU utilizada no experimento.

Raval afirmou estar ciente de que uma das consequências desse processo inédito de criptomineração será o cancelamento da garantia de fábrica do seu veículo. Mas ele não se importa, por entender que, após computados o custo da eletricidade e da instalação dos equipamentos, o resultado final compensa.

O que dizem os especialistas?

Fonte: André François McKenzie/Unsplash/Reprodução.Fonte: André François McKenzie/Unsplash/Reprodução.Fonte:  André François McKenzie/Unsplash 

A CNBC ouviu Chris Allessi que, além de primeiro revendedor de carros elétricos no estado de Wisconsin, também experimentou fazer mineração de criptomoedas em 2018, usando a bateria de seu Tesla Model S 2017. Embora tenha ganhado algum dinheiro, porque não pagava pela eletricidade que usava, Alessi questiona os lucros obtidos por Raval.

O especialista pondera o valor do veículo. “Por que você colocaria esse tipo de desgaste em um carro que vale entre US$ 40 mil a US$ 100 mil?”, pergunta o revendedor, e resume a questão: "Funcionou? sim. Minerou-se alguma coisa que valesse à pena, a ponto de ser lucrativo de algum jeito, forma ou maneira? Não".

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.