Ômicron e mau tempo causam 3,3 mil cancelamentos de voos no mundo

1 min de leitura
Imagem de: Ômicron e mau tempo causam 3,3 mil cancelamentos de voos no mundo
Imagem: Chinneeb/Wikimedia Commons
Avatar do autor

Nem todos os desejos de esperança por um 2022 mais saudável foram capazes de melhorar a onda de cancelamentos de voos pelo mundo na semana das festas de final de ano. Além do mau tempo, o aumento dos casos de coronavírus causados pela variante ômicron foram responsáveis pela suspensão de mais de 3,3 mil viagens até as 9h de domingo (horário de Brasília), segundo o site de rastreamento de voos FlightAware.

Do total de cancelamentos, 1,9 mil deles ocorreram nos EUA, onde os feriados de Natal e Ano Novo são particularmente muito movimentados para a aviação. Nos meses que antecederam as festas, diversas empresas aéreas norte-americanas estavam “cortejando” seus funcionários para garantir um número de equipes suficiente para as demandas, após a longa crise de 18 meses de prejuízos e demissões.

No entanto, a alta transmissibilidade e a rápida disseminação da variante ômicron levou a um considerável aumento de casos de covid-19, o que fez com que muitas empresas aéreas tivessem que cancelar voos à medida que pilotos e tripulações inteiras começaram a entrar em quarentena. Até mesmo agências de turismo e transporte se viram obrigadas a suspender ou reduzir seus quadros por causa da pandemia.

E o home office continua...

Fonte: Matt Moloney/StockSnap/Reprodução.Fonte: Matt Moloney/StockSnap/Reprodução.Fonte:  Matt Moloney/StockSnap 

De acordo com sindicatos dos EUA, a ameaça da doença e o estresse causado pela indisciplina de muitos passageiros que insistem em viajar sem máscara fizeram com que pilotos, tripulações e equipes de apoio naquele país se recusassem a fazer horas-extras durante a temporada de final de ano, mesmo com incentivos financeiros oferecidos pelas companhias.

Além do setor aéreo, outras empresas dos EUA estão mudando seus planos de retorno completo ao trabalho presencial em 2022, face ao aumento de casos da covid. A Chevron, uma das maiores companhias de petróleo do mundo, revogou às pressas a volta massiva de seus funcionários aos escritórios, que deveria ocorrer na manhã de hoje (3), por tempo indeterminado.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes