Amazon é multada em R$ 7,1 bilhões por 'prejudicar concorrentes'

1 min de leitura
Imagem de: Amazon é multada em R$ 7,1 bilhões por 'prejudicar concorrentes'
Imagem: Mike Mareen/Shutterstock
Avatar do autor

A autoridade antitruste da Itália (AGCM) multou a Amazon nesta quinta-feira (9) em 1,13 bilhão de euros, cerca de R$ 7,1 bilhões em conversão direta com base na cotação de hoje. Segundo o órgão, a empresa tem realizado práticas de abuso de domínio de mercado, além de promover seus próprios serviços em detrimento de concorrentes.

A Amazon, por sua vez, disse discordar "veementemente" da decisão e que entrará com um recurso. Na ação, o órgão destaca o serviço de logística Fulfillment by Amazon (FBA), que prioriza vendedores associados ao programa com destaques para o rótulo Prime. Dessa forma, segundo o comunicado, a empresa evitou "que vendedores associassem o rótulo a ofertas não gerenciadas pelo FBA".

"Ao fazer isso, a Amazon prejudicou operadores logísticos de comércio eletrônico concorrentes, impedindo-os de se proporem a vendedores online como fornecedores", diz o comunicado. "Essas condutas, portanto, ampliaram a lacuna entre o poder da Amazon e a concorrência também no negócio de entrega de pedidos", diz a AGCM.

Amazon discorda da multa

Em um comunicado, a Amazon cita que o FBA "é um serviço totalmente opcional", mas que a maioria dos vendedores terceirizados não o usa. "A multa e as soluções propostas são injustificadas e desproporcionais", disse a companhia.

A multa é uma das maiores já aplicadas pelo órgão italiano, que em novembro foi multada duas vezes. As grandes empresas de tecnologia tem enfrentado multas recorrentes de órgãos europeus também por investigações sobre leis anticompetitividade.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.