Black Friday: 93% das pessoas pesquisam no celular antes de comprar

2 min de leitura
Imagem de: Black Friday: 93% das pessoas pesquisam no celular antes de comprar
Imagem: Syda Productions/Shutterstock
Avatar do autor

Com a chegada da Black Friday, o mercado tem pelo menos uma grande certeza: o brasileiro utilizará o smartphone para pesquisar dados, preços e outros aspectos de produtos. Um levantamento mostrou que nada menos que 93% das pessoas do país utilizam o aparelho móvel na hora de buscar informações.

A constatação foi demonstrada na 2ª edição do estudo State of Search Brazil, realizado pela agência de SEO Hedgehog Digital em parceria com a Opinion Box e cedida com exclusividade ao TecMundo. O levantamento ouviu, entre abril e maio deste ano, 3.141 pessoas (acima de 16 anos) de todos estados do país, classes sociais e gêneros.

Na comparação com a edição do ano passado, a pesquisa mostra aumento na utilização tanto de celular quanto de computador ou notebook para realizar buscas na internet. O estudo também indica que 63% dos respondentes pesquisam os produtos que estão desejando e depois voltam para o link que encontraram no Google para comprar.

State of search Brazil 2021

"O consumidor está mais exigente e detalhista, pesquisa em diferentes canais, na maioria das vezes começando com uma pesquisa no Google", argumenta Felipe Bazon, Chief Security Officer (CSO) da Hedgehog Digital.

Foco em outros produtos

Outro aspecto mostrado no State of Search Brazil 2021 é que o interesse dos brasileiros passou por uma ligeira mudança. Enquanto no ano passado o "sonho de consumo" eram os smartphones, desta vez a categoria de itens mais buscados no Google foi de outros eletroeletrônicos e produtos de linha branca.

Bazon analisa que isso indica que muita gente está satisfeita com o próprio aparelho e agora está interessada em ofertas de outros produtos para incrementar a casa. Logo depois da tecnologia, a lista dos mais buscados mostra as categorias de alimentação e moda.

Pesquisa consumidor

A seção de procura foi impactada pela pandemia, já que "produtos de limpeza" e "supermercados online" ainda estavam entre os termos mais populares. Ainda nesse tema, a maioria das pessoas que respondeu ao estudo disse que está pelo menos pesquisando sobre turismo na mesma quantidade de antes (36%). Como o turismo foi um dos setores mais afetados, a tendência é que com o fim do isolamento social as buscas por pacotes de viagens, hospedagens e passagens aumente ainda mais nos próximos meses.

Por que é importante pesquisar?

Com o consumidor cada vez mais exigente, será cada vez mais natural que ele pesquise e compare preços antes de comprar qualquer produto. O executivo da Hedgehog Digital pontua que os brasileiros realizam, em média, cinco buscas por dia.

"Dentre os benefícios, a pesquisa na internet entrega acesso à informação de forma praticamente instantânea, por exemplo. E, além de informação, o brasileiro está buscando comprar, mas não sem antes usar as ferramentas de comparação de preço também. A educação pode-se dizer que é o terceiro principal motivo pelo qual o brasileiro realiza as buscas", argumenta.

State of search Brazil

Bazon complementa que houve desaceleração do crescimento do comércio eletrônico no 2° trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2020, já que as pessoas começaram a se vacinar e as medidas restritivas têm sido reduzidas. Apesar disso, os e-commerce com certeza vieram para ficar. "A pandemia fez com que muitos brasileiros perdessem o receio das compras pela internet, e essa confiança continuará impulsionando o crescimento do segmento para os próximos anos", finaliza.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.