CEO da Apple, Tim Cook revela que investe em criptomoedas

1 min de leitura
Imagem de: CEO da Apple, Tim Cook revela que investe em criptomoedas
Imagem: Sky News/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Tim Cook, CEO da Apple, foi um dos convidados do DealBook Summit, evento promovido pelo New York Times nesta terça-feira (9). Ao ser questionado se possuía Bitcoin, o executivo afirmou que investe em algumas criptomoedas.

“Penso que é razoável investir em moedas digitais como parte de um portfólio diversificado. A propósito, não estou dando conselhos de investimentos a ninguém”, explicou Cook ao entrevistador Andrew Ross Sorkin.

O entrevistador Andrew Ross Sorkin e Tim Cook.O entrevistador Andrew Ross Sorkin e Tim Cook.Fonte:  New York Times/Reprodução 

Interessado em criptomoedas há algum tempo, Cook disse que realizou pesquisas sobre o assunto. O executivo destaca que era uma “curiosidade pessoal” entender o funcionamento do mercado.

Então, o CEO negou a possibilidade de que a Apple pudesse aceitar moedas digitais como forma de pagamento. Ele também afirma que a big tech não pretende adquirir criptomoedas com fundos corporativos como futuros investimentos.

“Eu não investiria em ativos digitais, não pelo fato de que eu não investiria meu próprio dinheiro, mas porque não acredito que as pessoas compram ações da Apple para se arriscar com criptomoedas”, concluiu Cook.

App Wallet oferece opções de serviços financeiros para usuários da Apple.App Wallet oferece opções de serviços financeiros para usuários da Apple.Fonte:  Apple/Divulgação 

Apple e as criptomoedas

Atualmente, a Apple não possui produtos ou serviços relacionados a criptomoedas. Embora permita aplicativos de carteira de ativos digitais na App Store, a big tech proíbe qualquer software de mineração.

Com o app Wallet, a Maçã disponibiliza alguns serviços financeiros. Por exemplo, os usuários podem usar a função de pagamento por aproximação Apple Pay e o cartão de crédito Apple Card, exclusivo nos EUA.

Dessa forma, a marca poderia dar um grande salto ao lançar produtos e serviços com criptomoedas. Segundo o CNBC, um executivo do Apple Pay disse que a big tech enxergou um “potencial de longo prazo” nas moedas digitais em 2019.

Na entrevista concedida nesta terça-feira, Cook disse que a Apple “não tem planos imediatos” para trabalhar com essa tecnologia. Algo que indica que isso pode mudar em algum momento no futuro.

Imagem: Curso Completo de Criptomoedas 2021 - Aprenda a Investir
Imagem: Tecmundo Recomenda

Curso Completo de Criptomoedas 2021 - Aprenda a Investir

Aprenda o passo a passo para Investir em Criptomoedas, Bitcoin, Ethereum e Altcoins! Domine Blockchain e muito mais!

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.