Uber perde motoristas, mas registra primeiro lucro da história

1 min de leitura
Imagem de: Uber perde motoristas, mas registra primeiro lucro da história
Imagem: Freepik
Avatar do autor

A empresa de transportes Uber anunciou nesta quinta-feira (4) o relatório financeiro com os números da companhia para o terceiro trimestre de 2021. No geral, ela conseguiu superar dificuldades e apresentou um resultado bastante positivo, embora não signifique que ela agora será uma plataforma sempre lucrativa.

A receita gerada no trimestre foi de US$ 4,8 bilhões, o que significa 72% a mais do que no mesmo período do ano passado. Mesmo assim, a marca registrou perda líquida de US$ 2,4 bilhões — algo que aconteceu por uma série de motivos, mas principalmente envolvem a desvalorização na chinesa Didi, companhia de transportes em que a Uber mantém uma participação.

A principal notícia, entretanto, é que esse é o primeiro trimestre da história da Uber em que a empresa registra lucro ajustado e operacional (EBITDA) desde que começou a negociar ações: US$ 8 milhões. Isso significa que a companhia teve ganhos financeiros antes do cálculo de taxas, amortizações e reservas legais, o que já havia gerado uma valorização prévia nas ações da companhia.

Momento de recuperação para uns...

A notícia foi recebida com reações mistas pelo mercado, já que o lucro operacional não é alto e veio acompanhado de perdas por causa dos investimentos. Ainda assim, trata-se de uma recuperação grande em comparação com o segundo trimestre do ano, quando o EBITDA marcou perda de US$ 507 milhões.

Impulsionado especialmente desde o início da pandemia, o setor de delivery cresceu 50% em relação a 2020 e já rende mais do que o segmento de transporte de pessoas. Mas a divisão de mobilidade ao menos voltou a crescer, em especial graças à flexibilização de restrições nos Estados Unidos e ao avanço da vacinação globalmente, fazendo com que mais pessoas voltem aos hábitos antigos.

...e delicado para outros

Por outro lado, algumas regiões enfrentam problemas em relação ao transporte por aplicativo. No Brasil, a situação é considerada complicada para os motoristas e entregadores:  a constante alta de combustíveis fez muitos parceiros da empresa desistirem do serviço pelo gasto cada vez maior e a quantidade ainda reduzida de corridas — o que também leva a mais cancelamentos de corridas.

Para tentar manter os motoristas no app, a Uber recentemente anunciou recompensas mensais e novas modalidades de pagamento e transporte.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.