Musk: 2% da sua fortuna resolveriam a fome no mundo, diz ONU

1 min de leitura
Imagem de: Musk: 2% da sua fortuna resolveriam a fome no mundo, diz ONU
Imagem: Wikimedia Commons
Avatar do autor

O bilionário Elon Musk afirmou nesse domingo (31) que estaria disposto a vender parte de suas ações na Tesla e doar o valor arrecadado para acabar com a fome no mundo. O comentário foi uma resposta ao diretor do Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU) David Beasley.

Em entrevista à CNN, Beasley teria comentado que uma doação de US$ 6 bilhões (R$ 34 bilhões pela cotação de hoje) salvaria 42 milhões de pessoas passando fome em todo o planeta. Para essa tarefa, ele pediu o auxílio de bilionários como Musk e o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

Respondendo ao diretor da ONU no Twitter (veja abaixo), o homem mais rico do mundo disse que há algumas condições para fazer a doação. A entidade precisa provar como a quantia mencionada resolveria o problema da fome no mundo.

Na sequência, o CEO da Tesla e da SpaceX também pediu transparência em relação a como o dinheiro seria gasto, deixando os dados abertos para o público. Com essas exigências cumpridas, Musk estaria disposto a “vender as ações agora mesmo” e fazer a doação.

Mal-entendido?

Após a publicação das mensagens do bilionário, o líder do Programa Mundial de Alimentos da ONU respondeu aos questionamentos, usando o Twitter. Segundo Beasley, a entidade nunca disse que os US$ 6 bilhões resolveriam o problema da fome, mas que a doação “salvaria 42 milhões de vidas durante esta crise de fome sem precedentes”.

“Com sua ajuda, podemos trazer esperança, construir estabilidade e mudar o futuro”, disse o diretor, na sequência. Ele ainda pediu a Musk o agendamento de um encontro para discutir o assunto, mas a resposta foi uma nova pergunta sobre a publicação dos gastos anuais do programa.

A fortuna de Musk está próxima dos US$ 300 bilhões, conforme cálculos da Forbes. Dessa forma, a doação pedida pela ONU equivaleria a 2% do seu patrimônio atual.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.