CEO da Intel culpa seus antecessors por problemas na manufatura

1 min de leitura
Imagem de: CEO da Intel culpa seus antecessors por problemas na manufatura
Imagem: Intel Newsroom
Avatar do autor

Em entrevista ao telejornal criado pela companhia de mídia Axios, exibido na segunda-feira (18) na emissora HBO, o CEO da Intel Pat Gelsinger responsabiliza diretamente os seus predecessores pelas diversas falhas de fabricação ocorridas recentemente. Muitos desses executivos, destaca o administrador, não eram engenheiros e nem possuíam o profundo conhecimento na tecnologia de chips, como ele próprio afirmou.

Falando à jornalista Ina Fried, da Axios, Gelsinger anunciou um plano ambicioso para fortalecer a Intel e dobrar a atual produção. Porém, a estratégia irá depender da recuperação de alguns erros recentes da gigante de Santa Clara, como o atraso das fábricas futuristas do chip de 7 nm cuja fabricação esteve perto de ser terceirizada.

Gelsinger explicou que a empresa cresceu de tal forma no passado, que os próprios dirigentes resolveram mudar a estratégia justamente daquilo que sempre fez da Intel um "rolo compressor" frente aos concorrentes. Em seu retorno neste ano, ele disse ter sentido falta daquela pegada alucinada na manufatura, que sempre foi a marca registrada da companhia.

Um símbolo da Intel

Fonte: Coolcaesar/Wikimedia Commons/ReproduçãoFonte: Coolcaesar/Wikimedia Commons/ReproduçãoFonte:  Coolcaesar/Wikimedia Commons 

Funcionário da empresa desde 1979, quando a fabricante de chips ainda alugava um galpão em Mountain View, o engenheiro tinha então 18 anos e depois trabalhou ininterruptamente por mais 30. Durante sua carreira, foi o arquiteto-chefe dos históricos processadores 80486, além de desempenhar um papel de destaque na concepção das famílias Intel Core e Intel Xeon, o que o levou à vice-presidência aos 32 anos.

Afastado da empresa em 2009, após ser responsabilizado pelo fracasso do chamado projeto Larrabee, uma CPU que teve sua execução cancelada pela Intel, Gelsinger teve uma breve passagem como chefe de operações da empresa EMC e foi CEO da VMware. No início deste ano, retornou à Intel também como CEO.

Otimista, Gelsinger encerrou a entrevista na HBO afirmando: "nossos concorrentes têm medo de nós porque sempre fazemos o que dizemos que faremos".

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes