Intel tem planos para fábrica de US$ 94 bilhões na Europa

1 min de leitura
Imagem de: Intel tem planos para fábrica de US$ 94 bilhões na Europa
Imagem: Intel
Avatar do autor

O CEO da Intel, Pat Gelsinger, voltou a falar sobre o projeto da empresa de construir uma nova fábrica de semicondutores na Europa. A ideia é que o local seja "o mais avançado do mundo" em tecnologias do setor e custe cerca de US$ 94 bilhões.

Segundo Gelsinger, o plano pode levar até dez anos para sair do papel, mas a expectativa é alta para que os primeiros modelos saiam do local já na metade desta década, quando ela estaria parcialmente operante. A fábrica seria capaz de gerar 10 mil empregos e permitiria uma expansão de grande porte da Intel na disputa contra outras marcas do ramo — em especial a taiwanesa TSMC, atual líder disparada no fornecimento de chips.

Além de ampliar o fornecimento de semicondutores em quantidade, a fábrica deve abrigar as primeiras linhas de produção da empresa com transistores de 20 Angstrom, em um componente chamado de Intel 20A. A estratégia em questão foi divulgada como parte dos próximos planos da marca.

Muita calma nessa hora

Pelo lançamento ainda distante, a fábrica não seria capaz de amenizar a atual escassez de chips na indústria, mas a Intel planeja tomar as rédeas do segmento em um futuro próximo. O CEO já confirmou a transição de arquitetura, passando dos atuais 10 nanômetros (nm) para linhas de produção de 4 nm e 3 nm. A fabricante quer ainda expandir seus negócios no setor automotivo, um dos mais quentes no segmento de chips — e um dos mais afetados pela crise atual.

Por enquanto, a Intel segue em conversas com líderes de vários países da União Europeia, incluindo Bulgária, França, Alemanha, Irlanda, Itália e Polônia. O local de construção da fábrica, entretanto, ainda não foi definido, já que a negociação envolve uma série de medidas e garantias. O país deve fornecer, além do terreno, a possibilidade de alto consumo de água e eletricidade.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes