Google é investigado por monopólio de assistente de voz

1 min de leitura
Imagem de: Google é investigado por monopólio de assistente de voz
Imagem: Lukmanazis/Shutterstock
Avatar do autor

Os reguladores antitruste da União Europeia (UE) estão investigando se a Google obriga os fabricantes de dispositivos móveis a instalar o seu assistente de voz padrão em dispositivos Android. A informações foram divulgadas nesta quinta-feira (9) pela MLex.

O órgão, responsável pela concorrência na região, solicitou que os fabricantes forneçam evidências de que estariam sendo forçados pela big tech a pré-instalar o Google Assistente, afirma a agência de notícias. Os fiscais querem saber também se a Google utiliza o processo de certificação para novos dispositivos, além de outras estratégias, para garantir a exclusividade de seus serviços e banir os rivais dos aparelhos Android.

Por enquanto, a Google não quis comentar o tema. A Comissão Europeia também decidiu não se pronunciar sobre o assunto. O relatório final deve ser apresentado no 1° semestre de 2022, quando os fiscais antitruste poderão abrir novas linhas de investigação.

Multas por comportamento anticompetitivo

A UE já multou a Google em US$ 9,5 bilhões por comportamento anticompetitivo nos últimos três anos. No 1° caso antitruste, em 2017, a empresa foi multada em US$ 2,7 bilhões por favorecer seu serviço de compras.

Em 2018, os reguladores europeus aplicaram uma multa recorde, de US$ 5 bilhões, por forçar os fabricantes de smartphones a pré-instalar seus serviços, como Pesquisa e Mapas, em telefones e tablets Android.

A última penalidade, de US$ 1,7 bilhão, foi aplicada em 2019, por práticas anticompetitivas no serviço AdSense, bloqueando a publicidade de rivais no serviço de buscas online.

Mercado de assistentes de voz

Domínio do Google Asssitant, Siri e Alexa em celulares e tablets preocupa reguladores europeus. (Fonte: Google/Reprodução)Domínio de Google Asssitant, Siri e Alexa em celulares e tablets preocupa reguladores europeus. (Fonte: Google/Reprodução)Fonte:  Google/Reprodução 

Em junho, os reguladores antitruste da UE expressaram preocupação com o domínio de mercado de assistentes de voz por Siri, Alexa e Google Assistente. O mercado global previsto para o setor deve dobrar de 4,2 bilhões em 2020 para 8,4 bilhões de dispositivos em 2024, de acordo com a Statista.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.