CES 2022 exigirá comprovante de vacinação de participantes

1 min de leitura
Imagem de: CES 2022 exigirá comprovante de vacinação de participantes
Imagem: CTA/Reprodução
Avatar do autor

A Consumer Technology Association (CTA) divulgou, nesta terça-feira (17), as medidas de segurança contra a covid-19 que implementará na edição presencial da Consumer Electronics Show do ano que vem, a CES 2022. O evento reunirá, em Las Vegas, mais de mil companhias entre os dias 5 e 8 de janeiro, mas quem quiser participar terá de ter tomado vacina contra o novo coronavírus. A organização exigirá comprovante de imunização.

Além disso, estão previstas ações como obrigatoriedade do uso de máscaras, disponibilização de serviços médicos, instalação de sistemas de ventilação aprimorados e posicionamento de cadeiras de acordo com os padrões de distanciamento físico mais adequados. O andamento das operações será acompanhado por equipes da própria CES, responsáveis pela fiscalização do cumprimento das regras.

Aos expositores, indica, caberá a oferta de produtos para a higienização das mãos em locais visíveis — que também serão distribuídos pela CTA — e a manutenção constante da limpeza dos locais que ocuparão. "Exigiremos as melhores práticas [de prevenção à doença] do público, incluindo pedidos para que evite apertos de mão, assim como guiaremos da melhor maneira possível as demonstrações de produtos", destaca.

CES 2022 voltará ao formato presencial, mas exigirá vacina.CES 2022 voltará ao formato presencial, mas exigirá vacina.Fonte:  Steve Marcus/Reuters/Reprodução 

Assumindo responsabilidade

Ainda segundo a CTA, a CES 2022 seguirá todas as leis vigentes em âmbitos municipal, estadual e federal, bem como diretrizes definidas por autoridades de saúde. "Viagens e eventos mudaram, e a CES também. Queremos garantir que a iniciativa continue a ajudá-lo a fazer as conexões de que você precisa para atender seus clientes e expandir seus negócios e sua marca", salienta.

Gary Shapiro, CEO da associação, explica o posicionamento da entidade: "Com base na ciência atual, entendemos que as vacinas nos oferecem a melhor esperança para impedir a propagação da covid-19. Todos nós exercemos papéis cruciais na busca pelo fim da pandemia. Estamos assumindo nossa responsabilidade."

Haverá, ainda, a possibilidade de apresentação de resultados de testes de antígenos, mas nada confirmado, por enquanto. "Comunicaremos em momento oportuno", ressalta a CTA.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.